Futebol Romário “caça” jornalistas da revista Veja que publicaram documento sobre suposta conta na Suíça

Romário “caça” jornalistas da revista Veja que publicaram documento sobre suposta conta na Suíça

Nas redes sociais, o senador pediu explicações aos repórteres Thiago Prado e Leslie Leitão 

  • Futebol | Do R7

Documento publicado pelo senador tem um carimbo de 'falso' incluído por sua equipe

Documento publicado pelo senador tem um carimbo de 'falso' incluído por sua equipe

Reprodução/Facebook

Acusado pela revista Veja de possuir uma conta não declarada na Suíça, com depósitos na casa dos R$ 7,5 milhões, o senador Romário fez questão de ir até o país europeu para comprovar que não é dono do dinheiro. De uma forma bem-humorada, o ex-jogador usou suas redes sociais desmentir tudo e aproveitou a passagem pelo local para exigir explicações dos responsáveis pelas informações e iniciou uma ‘caça’ aos jornalistas da publicação que escreveram a matéria.

Romário ironiza revista ao negar conta milionária na Suíça

10 frases espetaculares de Romário que o colocam como grande candidato a presidente da CBF

"Alguém aí tem notícias dos repórteres da revista Veja Thiago Prado e Leslie Leitão, que assinaram a matéria afirmando que tenho R$ 7,5 milhões não declarados na Suíça? E do diretor de redação Eurípedes Alcântara? Dos redatores-chefes Lauro Jardim, Fábio Altman, Policarpo Junior e Thaís Oyama? Gostaria que eles explicassem como conseguiram este documento falso", escreveu o senador, que incluiu no mesmo post no perfil dos jornalistas no Facebook.

Senador Romário irá presidir CPI da CBF instalada pelo Senado

Romário diz que corrupção influenciou em vexame histórico da seleção

Logo ao chegar ao território suíço, na manhã da última quarta-feira (29), Romário fez questão de checar se a conta apontada na reportagem realmente estava no seu nome. Ao descobrir que se tratava de uma acusação sem fundamento, o tetracampeão do mundo postou uma foto e disparou contra a revista.

"Chateado! Acabei de descobrir aqui em Genebra, na Suíça, que não sou dono dos R$ 7,5 milhões. Aguardem mais informações", disse o político. "Agora, aqueles que devem, podem começar a contar as moedinhas, porque a conta vai chegar de todas as formas. Eu não finjo ser decente, não faço de conta ser sério e pareço ser correto. Eu sou", completou o ex-atacante, que divulgou o extrato na internet com carimbo de 'falso' incluído por sua equipe no documento oficial.

Conheça o R7 Play e assista a todos os programas da Record na íntegra!

Entenda o caso

A polêmica é por conta de uma matéria publicada na Veja, dando conta de que Romário teria um valor de 2,1 milhões de francos suíços (cerca de R$ 7,5 milhões) depositados no banco BSI, da Suíça, com sede na cidade de Lugano. A conta não teria sido apresentada na declaração oficial apresentada à Justiça Eleitoral em 2014.

Últimas