Adeus ao Rei do Futebol

Futebol Rei Pelé escolheu ser sepultado em local com vista para o gramado onde encantou o mundo

Rei Pelé escolheu ser sepultado em local com vista para o gramado onde encantou o mundo

Necrópole Ecumênica é cemitério vertical reconhecido internacionalmente e fica de frente para a Vila Belmiro

  • Futebol | Ana Luiza Pêgo, do R7*

Pelé escolheu pessoalmente o local onde seria sepultado

Pelé escolheu pessoalmente o local onde seria sepultado

Divulgação/Memorial Necrópole Ecumênica

Pelé, certamente, é eterno. Porém, na próxima terça-feira (3), o Brasil se despede de Edson Arantes do Nascimento, o maior jogador de futebol de todos os tempos. Sem medo algum da morte, como já havia falado em diversas ocasiões, o Rei do Futebol escolheu pessoalmente onde gostaria de ser sepultado.

Um cemitério vertical, reconhecido no mundo inteiro e com o mais importante: vista para a Vila Belmiro, palco onde se mostrou para o mundo e se consagrou ídolo do futebol brasileiro.

O Memorial Necrópole Ecumênica fica em Santos e tem um caixão dourado reservado para Pelé. O cemitério vertical está desde 1991 no Guinness Book, o livro dos recordes, como o mais alto do mundo. O local guarda os restos mortais de familiares do Rei, como seu irmão, Jair Arantes do Nascimento, o Zoca, que morreu em 2020, e sua filha Sandra Arantes do Nascimento, que faleceu em 2006.

Pelé adquiriu o plano que dava direito ao lóculo — espaço onde o caixão é colocado em cemitérios verticais — ainda em 2003, quando tinha 62 anos.

O andar escolhido também foi pensado. Como homenagem ao pai, João Ramos do Nascimento, conhecido por Dondinho, o Rei escolheu o 9º andar, já que era o número da camisa usada nos tempos de jogador.

"Ele era centroavante e usava a camisa 9. Por isso, escolhi o andar com este número e que dá para ver o estádio. Com certeza, ele iria aprovar a ideia", comentou na época o Rei do Futebol.

O ex-jogador também disse que escolheu o Memorial Necrópole Ecumênica porque era um lugar que "não parecia um cemitério" e que transmitia "paz espiritual e tranquilidade". Apesar de nascido em Minas Gerais, Pelé e a família firmaram acordo para ser enterrados em Santos. 

"Nos identificamos muito com Santos e decidimos que aqui é o local que todos vão ficar para sempre e juntos. Santos está no meu coração", concluiu o Rei.

Mesmo comprando um espaço no memorial, Pelé já sabia que era eterno e não tinha o que temer. 

"Não tenho medo algum da morte. Isso, como já falei, ainda vai demorar muito para acontecer comigo. E tem outra coisa: o Pelé não vai ser sepultado no memorial. Ele é imortal, eterno. Quem vai ser é o Edson", disse ele em 2003.

O velório de Pelé acontecerá a partir das 10h desta segunda-feira (2), no estádio Urbano Caldeira, a Vila Belmiro, em Santos.

A previsão é que dure até o dia seguinte. Em seguida, o corpo fará um cortejo pela cidade. Já o enterro, no Memorial Necrópole Ecumênica, será na terça-feira (3).

*Estagiária do R7, sob supervisão de Carla Canteras

Milésimo gol coroou carreira de Pelé. Relembre a vida do maior de todos os tempos

Últimas