Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Projeto de lei que viabiliza reforma de São Januário é assinado por Eduardo Paes

Próximo passo é que o projeto de lei seja aprovado pela Câmara de Vereadores

Futebol|Do Live Futebol BR

Vasco tem projeto para aumentar a capacidade de São Januário
Vasco tem projeto para aumentar a capacidade de São Januário Vasco tem projeto para aumentar a capacidade de São Januário

A reforma de São Januário deu mais um passo para sair do papel. Nesta terça-feira, o prefeito do Rio de Janeiro (RJ), Eduardo Paes, assinou o projeto de lei que consiste na transferência do potencial construtivo do estádio para regiões na Barra da Tijuca.

Clique aqui e receba as notícias do R7 Esportes no seu Whatsapp

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Publicidade

Assine a newsletter R7 em Ponto

O Vasco da Gama tem encaminhada a venda desse potencial construtivo para um empreendimento na Barra da Tijuca por um valor em torno de R$ 500 milhões, mas aguarda que o projeto de lei seja aprovado pela Câmara dos Vereadores para sacramentar o negócio.

Publicidade

Leia também

"Tendo a honra de assinar o projeto de lei viabilizando a construção do novo estádio de São Januário. O que a gente está fazendo é pegando o potencial construtivo de São Januário, o que poderia se construir ali, e levando para outra área da cidade, na Barra da Tijuca", disse Eduardo Paes, que completou:

"Isso permite viabilizar recursos. Só que a gente não permite que os recursos vão em dinheiro para o Vasco. A gente obriga que esses recursos sejam para a construção do novo estádio de São Januário".

Publicidade

Como comentou Eduardo Paes, o dinheiro da venda do potencial construtivo será utilizado pelo Vasco da Gama para a reforma de São Januário. No projeto, desenvolvido pela WTorre, a capacidade do estádio passaria a ser de quase 22 mil pessoas para 43 mil.

Além da ampliação, São Januário teria camarotes modernos, dois "paredões" atrás dos gols, como o estádio do Borussia Dortmund, e a manutenção da fachada original.

Confira os riscos de rebaixamento e chance de título dos times na reta final do Brasileirão

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.