Futebol Presidente celebra Fortaleza fazendo história: 'Motivo de muito orgulho, mas não é por acaso'

Presidente celebra Fortaleza fazendo história: 'Motivo de muito orgulho, mas não é por acaso'

Em sua primeira participação na Libertadores, Tricolor já está nas oitavas de final, onde terá pela frente o Estudiantes, da Argentina

Marcelo Paz ajudou o Fortaleza a subir rapidamente de patamar

Marcelo Paz ajudou o Fortaleza a subir rapidamente de patamar

Divulgação/Fortaleza

Na última quarta-feira (25), o Fortaleza derrotou o Colo-Colo por 4 a 3, no estádio Monumental de Santiago, carimbando passagem para as oitavas de final da Libertadores. A classificação é inédita para o clube, que disputa a competição pela primeira vez na história. Apesar de não ter somado pontos nas duas primeiras rodadas, o Leão mostrou toda sua garra e se recuperou com três vitórias em seis jogos, garantindo o segundo lugar do Grupo F.

"Para quem acompanhou a história do Fortaleza nos últimos anos, seria inimaginável chegar onde chegamos. O clube esteve na Série C por oito anos, mas, então, subimos para a B, depois para a A, então jogamos a Sul-Americana e, agora, a Libertadores, pela primeira vez na história de um clube cearense. Entrando no pote quatro, não somamos pontos nas duas primeiras rodadas, precisamos decidir os dois últimos jogos fora de casa e depois fizemos dez de doze tentos possíveis", comemorou Marcelo Paz, presidente do Fortaleza.

Sob o comando do técnico Juan Pablo Vojvoda, o Leão da Pici precisava apenas de um empate para avançar. Entretanto, o que se viu dentro das quatro linhas foi um confronto acirrado, com vários gols e momentos de acelerar o coração da torcida. O Fortaleza saiu na frente do placar, construindo o 2 a 1 ainda na primeira etapa. Na volta do intervalo, o Leão anotou mais dois gols, porém foi vazado em duas oportunidades. No fim, a equipe nordestina saiu vitoriosa por 4 a 3, uma classificação inédita que marca a história do clube.

"Tudo isso é muito grandioso, motivo de muito orgulho, mas sabemos que não é por acaso. Tem muito trabalho envolvido, gente qualificada, estudo, horas de voo e uma série de situações. Entramos em um grupo com o maior campeão do Peru, do Chile e o melhor time argentino nos últimos anos, e fizemos um ótimo papel classificando e mantendo vivo o sonho de ir um pouco mais longe", completou o dirigente.

Com o segundo lugar do Grupo F, o Fortaleza agora terá pela frente o Estudiantes nas oitavas de final. A partida decisiva será fora de casa, no início de julho.

Relembre os casos de racismo contra times brasileiros na Libertadores 2022

Últimas