Futebol Ponte Preta perde para o Lanús na final Sul-Americana e deixa título escapar

Ponte Preta perde para o Lanús na final Sul-Americana e deixa título escapar

Conquista continental poderia ser a primeira da história da Macaca; Botafogo comemora

Ponte Preta perde para o Lanús na final Sul-Americana e deixa título escapar

Roberto tenta motivar o volante Magal após o gol do Lanús

Roberto tenta motivar o volante Magal após o gol do Lanús

JUAN MABROMATA/AFP

Não foi dessa vez que a torcida da Ponte Preta pode soltar o grito de “é campeão”, preso na garganta dos campineiros há 113 anos. Em sua primeira final continental, a Macaca, após empate por 1 a 1 no Pacaembu, perdeu para o Lanús por 2 a 0 na Argentina e viu o adversário levar o título da Copa Sul-Americana.

O resultado favore o Botafogo, que, como quarto colocado do Brasileirão, torcia por uma derrota da Ponte para garantir vaga na pré-Libertadores de 2014. Caso a Macaca vencesse, o G-4 do Nacional se tornaria G-3, já que a Sul-Americana premia o campeão com uma vaga para a principal competição do continente.

Com o estádio La Fortaleza, em Bueno Aires, completamente lotado, a Ponte pouco pôde fazer para evitar o ímpeto argentino, e o Lanús, melhor durante todo o tempo, abriu logo a vantagem de dois gols no primeiro tempo.

Aos 24 minutos, após bom contra-ataque, Ayala aproveitou cruzamento da direita e só teve trabalho de completar para o gol. Em escanteio cobrado aos 47 minutos, Santiago Silva desviou de cabeça, a bola ficou na área e Blanco empurrou ampliou o placar. Antes do fim da primeira etapa, o técnico Jorginho foi expulso pelo árbitro chileno Enrique Osses.

Na volta do intervalo, a equipe brasileira prometia tentar empatar a partida, mas não conseguiu exercer uma pressão que resultasse em gols. Mais calmo e organizado, o time argentino se fechou bem na defesa e ainda assustou nos contra-ataques.

No fim, o resultado de 2 a 0 prevaleceu, e o Lanús venceu a Copa Sul-Americana pela primeira vez. Além do título, o time argentino garante a vaga na Libertadores do ano que vem por ser a melhor equipe do país na competição.

Rebaixada no Brasileirão, a Ponte agora passa a pensar em 2014, quando disputa a Série B e tenta voltar à elite, missão que ficou mais complicada com as quedas de Vasco e Fluminense.