Libertadores

Futebol Piquerez pode ser o 16º uruguaio a vencer a Libertadores no século

Piquerez pode ser o 16º uruguaio a vencer a Libertadores no século

Lateral revelou que pensou em abandonar a carreira quando ainda jogava pelo Defensor; no sábado (27), pode entrar para a história

  • Futebol | Do Live Futebol BR, em Montevidéu, no Uruguai

Lateral chegou ao Palmeiras para assumir a vaga deixada pelo compatriota Matías Viña

Lateral chegou ao Palmeiras para assumir a vaga deixada pelo compatriota Matías Viña

Reprodução

Aos 23 anos, Joaquín Piquerez pode escrever seu nome na história do Palmeiras neste sábado (27), quando o Verdão encara o Flamengo na final da Libertadores da América, em jogo único que acontece no Estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai. O lateral, que chegou para substituir o compatriota Matías Viña, pode se tornar o 16º uruguaio a vencer a competição no século.

Titular do clube alviverde e nome certo nas últimas convocações da seleção uruguaia, Piquerez precisou de pouco tempo para assumir a posição deixada pelo jogador que foi para a Roma-ITA.

“Vai ser um momento único, ainda mais que [a partida] será disputada em Montevidéu. Já fico imaginando”, comentou o jogador em entrevista recente à TV Palmeiras.

O levantamento, feito pelo site futebol.uy, leva em consideração a seca de títulos do futebol uruguaio na competição que dura desde a temporada 1988, quando o Nacional venceu o argentino Newell's Old Boys.

A lista de uruguaios que venceram o torneio por clubes de outro país conta com Diego Lugano, campeão pelo São Paulo em 2005, Arrascaeta (Flamengo, 2019) e Viña (Palmeiras, 2020).

Todos os uruguaios campeões no século 21

2002: Sergio Orteman e Rodrigo López (Olimpia)
2005: Diego Lugano (São Paulo)
2007: Sergio Orteman (Boca Juniors)
2009: Juan Manuel Salgueiro e Juan Manuel Díaz (Estudiantes)
2010: Bruno Silva (Inter)
2014: Martín Cauteruccio (San Lorenzo)
2015: Carlos Sánchez, Tabaré Viudez, Camilo Mayada e Rodrigo Mora (River Plate)
2018: Camilo Mayada, Rodrigo Mora, Marcelo Saracchi e Nicolás de la Cruz (River Plate)
2019: Giorgian de Arrascaeta (Flamengo)
2020: Matías Viña (Palmeiras)

Estrangeiros campeões da Libertadores pelo Verdão

1999: Arce e Rivarola (Paraguai)

2020: Gustavo Gómez (Paraguai), Matías Viña (Uruguai), Kuscevic (Chile) e Alan Empereur (Ítalo-Brasileiro)

Piquerez pensou em abandonar o futebol

Quem vê Piquerez hoje não imagina que há dois anos o lateral esteve a ponto de abandonar o futebol.

“Em 2019, quando jogava pelo Defensor Sporting, tinha problemas pessoais e também no futebol, porque não tinha continuidade nas partidas. Estava pronto para deixar o futebol”, comentou, lembrando as raras oportunidades que teve no Defensor na primeira metade do ano, quando jogou apenas oito partidas antes de se transferir para o River Plate uruguaio.

Foi no River uruguaio que o jogador ganhou espaço, soube aproveitá-lo e acabou se transferindo para o Peñarol, clube que defendeu antes de assinar com o Palmeiras.

“Por sorte, com o apoio da minha família, amigos, pessoas mais próximas, pude voltar ao caminho que estava seguindo para perseguir novos desafios e, graças aos que me apoiaram nesse momento, hoje posso estar no Palmeiras”, revelou. “O passo seguinte é ganhar títulos aqui”, conclui.

Imagem de Diego Maradona se multiplica em murais na Argentina

Últimas