Futebol Piloto de Sala não tinha licença e era mais conhecido como encanador

Piloto de Sala não tinha licença e era mais conhecido como encanador

De acordo com Jornal inglês 'Daily Mail', David Ibbotson, de 60 anos, não tinha licença para voos comerciais; amigo diz que ele pilotava apenas por 'diversão'

sala, piloto

David Ibbotson não tinha licença comercial para voar

David Ibbotson não tinha licença comercial para voar

Reprodução / Facebook

De acordo com informações do jornal inglês "Daily Mail", o piloto David Ibbotson, que sumiu com o jogador argentino Emiliano Sala no Canal da Mancha, na semana passada, não tinha licença comercial para voar e fazia isso por "hobby".

Um amigo do piloto inglês foi contundente ao afirmar que desconheciam que David desempenhava essa função:

— Ele sempre fez isso por diversão. Nunca soube que ele era pago para voar em todos os 20 anos que o conheci.

Outro colega confirmou que o piloto era mais conhecido por decolar com paraquedistas em momentos de descontração:

— Sempre achei que ele era melhor encanador do que piloto. Nunca o considerei como piloto. Era apenas o cara que controlava o avião quando os paraquedistas subiam.

A AAIB, agência que investiga acidentes aéreos no Reino Unido, vai apurar se o voo, organizado entre Sala e o jogador do Cardiff, Jack McKay, estava irregular. 

O modelo que foi utilizado no voo em direção a Cardiff também era considerado "problemático". Segundo o ex-piloto Alastain Rosenschein, o modelo "Piper Malibu" não é seguro e ainda registra mais de 150 quedas

As buscas pelo piloto e por Sala foram encerradas pela polícia de Guernsey, mas retomadas após a ajuda de um financiamento coletivo que conseguiu arrecadar 260 mil libras (quase R$ 1,3 milhão). O astro francês Mbappé, do PSG, foi um  dos que participaram da campanha. O atacante doou 30 mil euros (quase R$ 129 mil).

* Estagiário do R7, sob supervisão de Adalberto Leister Filho

Torcedores fazem vigília em homenagem a jogador desaparecido