Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Neymar diz que vai continuar no PSG e na seleção brasileira: 'Sou fominha'

Jogador voltou a treinar com bola nesta semana após ter ficado afastado desde fevereiro devido a uma nova contusão

Futebol|Do R7


Neymar em partida do PSG em fevereiro, quando sofreu nova lesão que o afastou dos campos
Neymar em partida do PSG em fevereiro, quando sofreu nova lesão que o afastou dos campos

Neymar disse que espera continuar no Paris Saint-Germain e na seleção brasileira, após rumores de sua saída do clube francês e questionamento sobre sua continuidade na seleção devido ao fracasso na Copa do Mundo do Catar, em 2022.

"Espero jogar [esta temporada] no PSG, tenho contrato com o Paris Saint-Germain e até agora ninguém me informou nada" sobre uma eventual saída, disse o camisa 10 em entrevista ao programa Que Papinho!, do influencer Casimiro, transmitido nesta quarta-feira (19) no YouTube.

"Estou tranquilo, apesar de não haver muito amor entre torcida e jogador. Estarei lá [...] com ou sem amor", disse, aos risos, em entrevista gravada no dia 22 de junho por ocasião de um evento beneficente organizado por sua fundação em São Paulo.

" gallery_id="64b910a2cd77c0b5cc0002e6" url_iframe_gallery="esportes.r7.com/futebol/neymar-diz-que-espera-seguir-no-psg-e-na-selecao-brasileira-20072023"]

Publicidade

A continuidade do jogador de 31 anos tem sido motivo de especulação na atual janela de transferências devido às suas repetidas lesões e à reestruturação do time parisiense, agora comandado pelo técnico espanhol Luis Enrique.

Neymar não joga desde fevereiro, quando machucou o tornozelo direito, mas voltou aos treinos do PSG na semana passada.

Publicidade

"É uma lesão muito chata, incomoda muito. O processo foi bem doloroso e é muito difícil, mas o que eu estou buscando é voltar bem, voltar tranquilo e treinar bem, e depois pensar no que fazer na temporada. Obviamente você sabe que ganhar está sempre nos objetivos, mas eu quero voltar a jogar bem, que é a primeira coisa", afirmou.

SELEÇÃO

Publicidade

O camisa 10 também garantiu que seguirá defendendo a seleção brasileira, depois de ter deixado a continuidade no ar após a derrota para a Croácia nos pênaltis nas quartas de final do Mundial do Catar, em 2022.

"Pós-Copa eu não queria, não por passar pela dor de perder, mas por ver minha família sofrendo muito, isso pesa bastante. Mas eles vão ter que aguentar de novo", brincou o atleta.

Neymar comemora gol feito na Copa do Mundo do Catar, em 2022
Neymar comemora gol feito na Copa do Mundo do Catar, em 2022

"Repensei porque eu sou muito fominha" de conquistar o título mundial, que não vem desde 2002, explicou o jogador.

Após a saída de Tite, a seleção brasileira será comandada pelo técnico Fernando Diniz até que o italiano Carlo Ancelotti conclua seu contrato com o Real Madrid em meados de 2024, garantiu no início do mês o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues.

Neymar também desejou sucesso ao argentino Lionel Messi com sua nova equipe, o Inter Miami, dos Estados Unidos, e afirmou que entendeu suas razões para deixar a França.

"A família dele foi muito afetada nesses dois últimos anos ali no Paris Saint-Germain, então entendo também ele [...] Vai para um país onde vai ser bem recebido, vai viver uma vida completamente diferente, e a família dele acho que vai se sentir muito bem em Miami. Acho que a escolha dele foi muito boa", disse Neymar.

O craque brasileiro lamentou não ter vencido a Liga dos Campeões com Messi e o francês Kylian Mbappé, mas, em suas palavras, "são coisas do futebol".

"A gente tinha um time muito forte. Eu, Messi, Mbappé somos três caras que são os melhores do mundo, a gente sabe disso. Só que infelizmente não encaixou", explicou.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.