Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Fluminense e Manchester City entram em campo pelo título de melhor clube do mundo

Final do Mundial de Clubes é jogada nesta sexta (22), às 15h; estreantes no torneio, clubes têm chance de entrar para a história com a conquista

Futebol|Do R7


Fluminense e Manchester City buscam o primeiro título mundial da história dos clubes
Fluminense e Manchester City buscam o primeiro título mundial da história dos clubes

Após conquistar a América, em 4 de novembro, o Fluminense entra em campo nesta sexta-feira (22) para garantir o simbólico título de melhor clube do mundo.

O Tricolor das Laranjeiras enfrenta o Manchester City, pela final do Mundial de Clubes, hoje, às 15h (de Brasília), no estádio King Abdullah Sport City, em Jidá, na Arábia Saudita.

O ano de 2023 foi especial para as duas equipes. Pela primeira vez, elas conquistaram um título continental. No caso do Manchester City, com a Liga dos Campeões, após a equipe vencer a Inter de Milão, por 1 a 0, na decisão. O Fluminense, por sua vez, comemorou a vitória na Copa Libertadores em grande estilo, e bateu o Boca Juniors, por 2 a 1, no Maracanã.

Agora, os dois times tentam encerrar 2023 com chave de ouro, conquistando a principal competição de clubes do mundo. Esta é a primeira participação das duas equipes no Mundial, o que significa o poder de entrar ainda mais na história do seu respectivo clube.

Publicidade

Diniz x Guardiola

Na véspera do confronto, Fernando Diniz, que no passado já rejeitou o rótulo de "Guardiola brasileiro", falou sobre o momento especial vivido no Fluminense e revelou que não vai mudar a maneira de sua equipe jogar, apesar de enfrentar o atual campeão europeu e do Campeonato Inglês.

"Para a gente, é um grande desafio. Trabalhamos muito para essa partida. Desde que eu cheguei ao Fluminense, sonhamos com isso. Desde que me conheço, eu sonho com isso", declarou.

Publicidade

"Não há uma receita para a gente ganhar. Vamos fazer o que temos de melhor. Não vamos fugir das nossas características. Nos preparamos muito. A gente assiste a eles há muito tempo, mapeamos, vamos estudar. É um time muito completo, muito bem treinado. Vamos procurar fazer o nosso melhor com bastante humildade, ser inteligentes no jogo e ter coragem para fazer o que costumeiramente fazemos", completa o treinador.

Guardiola pode conquistar o seu 16º título com o City
Guardiola pode conquistar o seu 16º título com o City

Do outro lado, Pep Guardiola, que já conquistou 15 títulos com o Manchester, reconheceu o talento do adversário brasileiro e também comentou a ausência do trio Haaland, De Bruyne e Doku, cortados da competição por lesão.

"Conheço exatamente o talento e a qualidade do Fluminense. Sabemos, então, o que significa o Mundial para os times sul-americanos. Será uma final dura. E vamos por isso. Conheço meus jogadores e os respeito pelo que fazem, é muito boa a forma como jogam", afirma o treinador espanhol.

“Se acham que, sem Haaland e De Bruyne, eles têm vantagem, ok. Não posso controlar o que pensam. Queremos, portanto, ter uma boa performance e vencer a final”, finaliza.

Como foram as semifinais

Na semifinal, o time brasileiro venceu o Al-Ahly, do Egito, por 2 a 0, sofrendo mais do que o esperado. Os comandados de Fernando Diniz cederam muito espaço aos adversários, que foram superiores na primeira etapa. Os laterais Samuel Xavier e Marcelo sofreram para marcar o rápido ataque egípcio. 

John Kennedy, para variar, foi decisivo para o Fluminense
John Kennedy, para variar, foi decisivo para o Fluminense

A vitória foi construída na etapa final. Jhon Arias abriu o placar de pênalti, aos 25 minutos, e o iluminado John Kennedy decretou a classificação aos 44 minutos, em finalização de dentro da grande área.

Já o Manchester City teve muito mais facilidade para garantir a vaga na decisão, e venceu o Urawa Reds Diamonds, do Japão, por 3 a 0. O time japonês até conseguiu neutralizar as ações ofensivas dos ingleses na primeira etapa, mas sofreu o primeiro gol já nos acréscimos, após o zagueiro tentar desviar cruzamento e mandar a bola para o fundo da própria meta.

Na etapa final, os Citizens passearam e ampliaram o placar, com Kovacic e Bernardo Silva. Foram 25 chutes do City ao gol, contra apenas dois do Urawa Reds.

Ficha técnica

Manchester City (ING) X Fluminense

Mundial de Clubes da Fifa – final

Data e hora: sexta-feira (22), às 15h (Brasília)

Local: estádio King Abdullah Sport City, em Jidá, na Arábia Saudita

Arbitragem: Szymon Marciniak (POL)

Auxiliares: Tomasz Listkiewicz (POL) e Adam Kupsik (POL)

VAR: Tomasz Kwiatkowski (POL)

Quarto árbitro: Jesús Valenzuela Sáez (VEN)

Escalação provável

Manchester City: Ederson; Kyle Walker, John Stones, Ruben Dias, Josko Gvardiol, Rico Lewis; Rodri, Bernardo Silva, Phil Foden, Jack Grealish; Julian Álvarez. Técnico: Pep Guardiola

Desfalques: Erling Haaland (lesionado; estresse no pé); Kevin de Bruyne (lesionado; coxa); Jeremy Doku (lesionado; problema muscular)

Fluminense: Fábio; Marcelo, Nino, Felipe Melo, Samuel Xavier; Martinelli, André, Keno, Paulo Henrique Ganso, Jhon Arias; Germán Cano. Técnico: Fernando Diniz

Desfalques: nenhum

Há cinco anos, Diniz tietava Guardiola: confira o que mudou na vida dos dois treinadores

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.