Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Flamengo demite preparador físico que agrediu Pedro

Após a vitória sobre o Atlético-MG, Pablo Fernández desferiu um soco no atacante, que recebeu apoio do elenco

Futebol|Do Live Futebol BR

Pablo Fernández e Pedro
Pablo Fernández e Pedro Pablo Fernández e Pedro

O preparador físico Pablo Fernández, que agrediu Pedro após a vitória do Flamengo sobre o Atlético-MG no último sábado (29), foi demitido. O profissional desferiu um soco na boca do atacante ainda no Independência, em Belo Horizonte, e o atleta fez um boletim de ocorrência.

 Compartilhe esta notícia no WhatsApp

 Compartilhe esta notícia no Telegram

A demissão do preparador físico era questão de tempo por conta do mal-estar gerado no ambiente da equipe. O elenco adotou postura firme de apoio a Pedro e decidiu que não treinaria até a saída do argentino. Pelas redes sociais, o atacante lamentou o ocorrido e aproveitou para reclamar dos poucos minutos que tem tido em campo.

Publicidade

"Covardemente, sem motivo e inexplicavelmente, fui agredido, com um soco no rosto, por Pablo Fernández, membro da comissão técnica do Sampaoli. A covardia física se sobrepôs diante da covardia psicológica que tenho sofrido nas últimas semanas. Alguém que se acha no direito de agredir o outro não merece respeito de ninguém. Já passei por muitas provações aqui no Flamengo, mas nada se compara com a covardia sofrida hoje", escreveu o camisa 9, que perdeu espaço nas últimas partidas.

O caso deve gerar mudanças no dia a dia do Flamengo. Isso porque o também preparador físico Marcos Fernández, filho de Pablo, faz parte da comissão técnica de Jorge Sampaoli, mas segue com situação indefinida. O treinador, inclusive, terá uma reunião com a diretoria rubro-negra ainda neste domingo para definir seu futuro na Gávea.

Publicidade

Pablo Fernández já havia protagonizado um caso de agressão quando trabalhava com Sampaoli na França, no Olympique de Marselha. O preparador foi suspenso por tempo indeterminado do Campeonato Francês por ter agredido com um soco um torcedor do Nice que havia invadido o campo em meio a uma confusão generalizada.

Marrocos vence, enquanto Noruega e Suíça garantem vagas nas oitavas

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.