Futebol Em nota oficial, Anvisa esclarece medidas recentes contra jogadores

Em nota oficial, Anvisa esclarece medidas recentes contra jogadores

Segundo agência, todos que entram no Brasil vindo de alguns países devem cumprir 14 dias de quarentena

William não jogará pelo Corinthians nesse domingo

William não jogará pelo Corinthians nesse domingo

Lance! Galerias

Após a confusão no jogo entre Brasil e Argentina válido pelas Eliminatórias da Copa 2022 e as recentes medidas contra William, do Corinthians, e Andreas Pereira, do Flamengo, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) publicou uma nota oficial onde buscou esclarecer tais ações.

Segundo a Anvisa, tais jogadores não cumpriram as medidas exigidas pela regras de saúde brasileira, ao burlarem os 14 dias de quarentena exigidos e firmados em um termo que deve ser assinado assim que eles entram no Brasil. A medida é válida para quem vem do Reino Unido, Irlanda do Norte, África do Sul e Índia.

A nota diz ainda que o papel da Anvisa normalmente se encerra quando notifica agentes de saúde estaduais e municipais da situação dos jogadores, com o nome e o endereço de onde eles pretendem exercer a quarentena.

No caso de William e Andreas Pereira, "aparentemente não houve a ação das equipes de vigilância em saúde" e emitiu um alerta no sábado (11) à noite.

A agência agradeceu ao Corinthians pelo time "perceber a importância desse objetivo" e pede a colaboração de "ídolos (...) do futebol".

William jogaria pelo Corinthians na partida deste domingo contra o Atlético-GO, mas foi vetado pelo time após o aviso da agência.

Já Andreas Pereira já jogou pelo Flamengo, mesmo sem cumprir a quarentena e pode ser processado.

LEIA ABAIXO: Confusão marca Brasil e Argentina pelas Eliminatórias da Copa de 2022

Últimas