Dentinho também fala sobre racismo: 'O pior dia da minha vida'

Ex-corintiano e Taison sofreram ofensas racistas por torcedores no jogo Dínamo de Kiev e Shakhtar Donetsk e saíram de campo chorando

Dentinho chorou na saída do gramada graças à ofensas racista

Dentinho chorou na saída do gramada graças à ofensas racista

Reprodução Instagram

O atacante Dentinho também se pronunciou na manhã desta segunda-feira (11), após ter sofrido com ofensas racistas no jogo Shakhtar Donetsk e Dínamo de Kiev, clássico do Campeonato Ucraniano. Ele e Taison, que foi expulso ao mostrar o dedo do meio à arquibancada, foram xingados pelos torcedores adversários. Ambos saíram de campo chorando. 

Leia também: Taison desabafa: 'Não basta não ser racista, precisamos ser antirracista!'

Na conta do Instagram, o ex-corintiano falou que viveu o pior dia da vida dele. "Eu não queria comentar sobre o que aconteceu ontem, mas acho que não posso me calar diante de algo tão grave. Eu estava fazendo uma das coisas que mais amo na minha vida, que é jogar futebol e, infelizmente, acabou sendo o pior dia da minha vida. Durante o jogo, por três vezes, a torcida adversária fez sons que lembravam macacos, sendo duas vezes direcionadas a mim. Essas cenas não saem da minha cabeça. Não consegui dormir e já chorei muito. Sabe o que eu senti naquele momento? Revolta, tristeza e nojo de saber que ainda existem pessoas tão preconceituosas nos dias de hoje. Agradeço a todos pelas mensagens de apoio e manifestações de carinho."

A modelo Dani Souza, mulher de Dentinho, desabafou nas redes sociais assim que a partida terminou, na noite de domingo. 

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.