Copa do Mundo Ronaldo e Rivaldo aprovam seleção brasileira mais ofensiva na Copa do Mundo 2022

Ronaldo e Rivaldo aprovam seleção brasileira mais ofensiva na Copa do Mundo 2022

Técnico Tite optou por nove atacantes na convocação; 'O Brasil vai para cima", analisou camisa 10 na campanha do pentacampeonato

  • Copa do Mundo | Do R7

Ronaldo Fenômeno e Rivaldo venceram juntos a Copa do Mundo de 2002

Ronaldo Fenômeno e Rivaldo venceram juntos a Copa do Mundo de 2002

Reprodução/Twitter/CBF

Depois de muita espera, o técnico Tite anunciou a lista de convocados para a Copa do Mundo no Catar. Foram 26 jogadores, dos quais 16 vão para um Mundial pela primeira vez na vida. Ídolos da seleção brasileira, Ronaldo Fenômeno e Rivaldo não só aprovaram os nomes chamados para defender a Amarelinha, como fizeram questão de elogiar o poder ofensivo que o Brasil pode oferecer durante a competição.

“Foi uma boa convocação, o Brasil vai forte para o Mundial, está levando vários atacantes, mostra que o Brasil vai para cima, está fazendo de tudo para conquistar esse mundial", ressaltou Rivaldo, antigo camisa 10 da seleção e, assim como o parceiro do pentacampeonato, um dos embaixadores da Betfair.

Fenômeno entendeu a convocação como "equilibrada e coerente" com o trabalho de Tite durante os últimos quatro anos. "[Ele] procurou trazer jogadores com multifunções e não ficar engessado com jogadores de uma função só, para conseguir trazer opções, principalmente no ataque", analisou.

Para a dupla, nem mesmo a convocação de Daniel Alves, de 39 anos, e sem jogar há quase dois meses é motivo de polêmica.

"Vai ser uma Copa fundamental para o Daniel mostrar o seu valor, mostrar a sua liderança nesse grupo, principalmente essa liderança positiva que ele pode dar ao grupo com toda sua experiência que poderá passar ao resto dos jogadores. Acho que é um jogador que vai ajudar muito o grupo nesta Copa do Mundo", afirmou Ronaldo.

AFP

Rivaldo reafirmou a opinião do colega pentacampeão e disse que o lateral "vai ajudar muito". O ex-camisa 10 falou que vê a Daniel Alves como um jogador de liderança e confiança do técnico Tite e do grupo convocado.

"As pessoas vão duvidar um pouco pelo momento de não estar jogando sempre. Eu acredito que ele vai jogar algumas partidas, pode ser até titular, pois futebol ele tem de sobra. Sabemos que ele tem 39 anos, mas não vejo nenhum problema dele estar entre os convocados da Seleção", concluiu o ídolo da seleção.

Os jogadores convocados se apresentam no dia 14 de novembro, em Turim, na Itália, onde a seleção brasileira vai treinar por cinco dias, no CT da Juventus, antes de viajar para o Catar, no dia 19. A comissão técnica chega na cidade italiana entre os dias 12 e 13.

A seleção estreia na Copa no dia 24, às 16h, contra a Sérvia. Depois, a equipe do técnico Tite enfrenta a Suíça, no dia 28, às 13h. Para encerrar a participação no Grupo G, ela duela com Camarões, no dia 2 de dezembro, também às 16h.

Com Daniel Alves: conheça os convocados para seleção brasileira

Últimas