Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esportes
Publicidade

'Nossas jogadoras deram uma lição ao mundo', afirma chefe de governo espanhol

Pedro Sánchez elogiou a decisão das jogadoras de não voltar a vestir a camisa da seleção se não houver mudanças na direção da RFEF

Copa do Mundo|Do R7

Pedro Sánchez elogiou as jogadoras por não voltarem a vestir camisa da seleção se não houver mudanças
Pedro Sánchez elogiou as jogadoras por não voltarem a vestir camisa da seleção se não houver mudanças Pedro Sánchez elogiou as jogadoras por não voltarem a vestir camisa da seleção se não houver mudanças

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, afirmou, neste sábado (2), que as jogadoras espanholas deram "uma lição ao mundo" com sua atitude após o beijo forçado e a recusa a renunciar do presidente da Federação Espanhola, Luis Rubiales, atualmente suspenso.

"Nossas jogadoras ganharam duas vezes: uma no campo e depois ao dar uma lição ao mundo, de igualdade entre homens e mulheres", afirmou Sánchez, durante um discurso em Málaga, quando elogiou a decisão das 23 campeãs do mundo de não voltar a vestir a camisa da seleção nacional se não houver mudanças na direção da RFEF (Real Federação Espanhola de Futebol).

Durante a cerimônia de entrega das medalhas após a final da Copa do Mundo Feminina, na qual a Espanha venceu a Inglaterra por 1 a 0, em 20 de agosto, o presidente da RFEF beijou Jenni Hermoso na boca, o que provocou surpresa e indignação internacional.

Questionado se a postura de Rubiales "teria causado danos à imagem da Espanha no exterior", o chefe de governo respondeu "não". "Eu acredito que a marca Espanha é a reação exemplar das jogadoras da seleção espanhola de futebol e a reação espetacular da sociedade espanhola, que disse junto delas 'acabou', e esse 'acabou' é com todas as consequências, inclusive para os dirigentes."

Publicidade

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

Algumas horas após seu discurso em uma assembleia da RFEF, na qual Luis Rubiales afirmou que não renunciaria e disse que o beijo havia sido consentido, as 23 campeãs do mundo, ao lado de dezenas de jogadoras, divulgaram um comunicado em que informaram que se recusam a voltar à seleção se não houvesse mudanças na direção da entidade.

A Fifa, que abriu um processo disciplinar contra Rubiales, suspendeu o dirigente por três meses um dia após a assembleia. Na Espanha, o Tribunal Administrativo do Esporte também abriu um processo contra o dirigente.

Além de beijar campeã da Copa, dirigente teria roubado dinheiro para festa; conheça Luis Rubiales

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.