Copa do Mundo Ex-presidente da Fifa assume erro em escolha do Catar como sede da Copa do Mundo

Ex-presidente da Fifa assume erro em escolha do Catar como sede da Copa do Mundo

Para Joseph Blatter, que comandava a entidade na época, o país é 'pequeno demais' para uma competição desse porte

Lance
Para Blatter, escolha do Catar como sede da Copa do Mundo foi um erro

Para Blatter, escolha do Catar como sede da Copa do Mundo foi um erro

Ennio Leanza/EFE

O ex-presidente da Fifa Joseph Blatter admitiu que errou na escolha do Catar como país-sede da Copa do Mundo de 2022. O ex-dirigente, suspenso do futebol, assumiu a responsabilidade em entrevista ao jornal suíço Tages-Anzeiger.

"A escolha do Catar foi um erro. Eu era o responsável por isso, como presidente da Fifa. Na época, nós concordamos com o comitê executivo que a Rússia deveria receber a Copa de 2018 e os Estados Unidos, a de 2022. Seria um gesto de paz entre esses países oponentes politicamente", declarou Blatter.

A escolha do Catar como país-sede foi feita em 2010, quando Blatter era o presidente da Fifa. O ex-dirigente acredita que o país asiático é "pequeno demais" para sediar um evento do tamanho da Copa do Mundo.

"É um país pequeno demais. O futebol e o Mundial são grandes demais para isso. Para mim, é claro: o Catar foi um erro. Foi uma escolha ruim", disse.

Blatter foi presidente da Fifa entre 1998 e 2015. O suíço teve que deixar o cargo em meio a uma investigação de corrupção por esquema de fraude, juntamente com Platini. O ex-dirigente foi suspenso do futebol por oito anos. Em setembro deste ano, foi inocentado pelo tribunal da Suíça.

Guia da Copa: confira ranking da Fifa, participações e melhor desempenho dos 32 países

Últimas