Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Copa do Mundo: Brasil pode garantir classificação antecipada e quebrar tabu contra a França

Seleções se enfrentam neste sábado (29), às 7h (horário de Brasília), pela segunda rodada do grupo F da Copa do Mundo 

Copa do Mundo|Do R7

Até o momento, seleção brasileira lidera o grupo F
Até o momento, seleção brasileira lidera o grupo F Até o momento, seleção brasileira lidera o grupo F

Brasil e França se enfrentam neste sábado (29), às 7h (horário de Brasília), em Brisbane, na Austrália, pela segunda rodada da Copa do Mundo Feminina. A partida, que promete ser acirrada, pode garantir a liderança do grupo F para uma das seleções.

Para as brasileiras, em especial, a vitória colocaria fim a um tabu: o Brasil nunca venceu a França no futebol feminino. São 11 jogos, com seis derrotas e cinco empates. 

Além disso, os três pontos garantem à seleção brasileira a classificação antecipada para as oitavas de final da competição. Com seis pontos, o Brasil consegue, no mínimo, o segundo lugar do grupo F.

Revanche da Copa da França?

A vitória também seria uma revanche para as brasileiras, que foram eliminadas no último Mundial, em 2019, pelas francesas, nas oitavas de final, com um gol de Amandine Henry na prorrogação.

Publicidade

Quem vai jogar na seleção brasileira?

O Brasil deve entrar em campo com a mesma equipe que goleou diante do Panamá, com Ary Borges, Kerolin e Adriana no meio-campo. A dúvida é no ataque. Quem fará dupla com Debinha: Geyse ou Bia Zaneratto? Na estreia Geyse não estava tão bem fisicamente e só entrou na segunda etapa. Bia aproveitou a titularidade, jogou bem e deixou o gol dela. 

Com relação à Marta, ela mais uma vez deve começar no banco e só entrar no segundo tempo. 

Publicidade

E a França?

No caso da seleção francesa, a capitã da equipe é dúvida em campo. Segundo o jornal L’Equipe, Wendie Renard machucou a panturrilha esquerda no empate contra a Jamaica, no último domingo (23). 

Compartilhe esta notícia no Whatsapp

Publicidade

Compartilhe esta notícia no Telegram

Apesar disso, a zagueira treinou com a equipe principal ontem e deixou em aberto sua entrada na partida. Vale lembrar que Renard é peça-chave da seleção francesa na defesa e no ataque, já que a bola aérea do time é forte e os cabeceios da capitã e de Maelle Lakrar e Kadidiatou Diani são fundamentais.

Conheça Ary Borges, destaque na estreia do Brasil e que pode ser peça-chave na Copa do Mundo

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.