Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Coudet brinca e revela 'plano' para próxima partida do Atlético-MG: 'Sequestrar o goleiro'

Galo já mira o duelo de volta pela Copa do Brasil, contra o Brasil de Pelotas; partida acontece na quarta-feira (26)

Copa do Brasil|Do R7


Eduardo Coudet chegou ao Atlético-MG em novembro de 2022
Pedro Souza/ Atlético

O Atlético-MG quer esquecer os maus começos no Brasileirão e Libertadores e focar em buscar uma vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. Para isso, o Galo precisa apenas empatar com o Brasil de Pelotas nesta quarta-feira (26), às 19h30, em Pelotas, pelo duelo de volta da terceira fase da competição.

O Galo venceu a ida por 2 a1, no Mineirão e o técnico Eduardo Coudet brincou sobre qual estratégia irá utilizar contra os gaúchos. Em tom amistoso durante a coletiva de imprensa desta segunda-feira (24), o argentino revelou que quer “sequestrar” o goleiro rival. 

Cargo ameaçado no Galo

O clima "pesou" no Atlético-MG após a derrota por 1 a 0 para o Libertad, pela primeira rodada da fase de grupos da Libertadores. O técnico Eduardo Coudet fez duras criticas à diretoria do Galo, mostrou sua insatisfação com parte da torcida e até falou em deixar o clube antes do fim do contrato. Coudet também criticou as recentes saídas de atletas que ele considerava importantes como Ademir e Sasha, além de pedir reforços para continuar.

Leia também

"O diretor esportivo falou do grupo, houve um tanto de coisa que estavam sobre a mesa. Não vim pelo dinheiro, nem por nada, venho pelo desafio. Eu aprovei alguma venda? Ou não souberam que a última venda que não era para sair. Ou que Sasha, no lugar dele, era um jovem o substituindo. E para o jogo aéreo, colocaria outro juvenil-disse contrariado, para em seguida aumentar o tom da fala", disse o treinador do Galo.

Publicidade

Coudet, em modo "sincerão", revelou que pediu uma cláusula de saída e falou de uma conversa com o presidente Sérgio Coelho e com os mecenas (4R's) sobre a situação.

"O único que pedi é uma cláusula de saída, porque trocou tudo. É a única coisa que pedi aos investidores e diretores. Pedi uma cláusula de saída. Porque não é o que me prometeram quando me buscaram. Os clubes grandes são difíceis. Mas é o que há. Eu assinei por dois anos. E agora, o que faço?", comentou, o comandante, que focou sua fala naquilo que não tem no grupo do Galo.

Publicidade

Próximo desafio de Coudet

O próximo jogo do Atlético-MG é diante do Brasil de Pelotas, válido pela Copa do Brasil. Pelo jogo de ida, o Galo jogou em casa e venceu por 2 a 1. Agora, longe de Minas Gerais, o time de Coudet vai precisar manter o resultado para se classificar para a próxima fase do torneio. 

Investigados por manipulação no Brasileirão: conheça a vida de luxo dos atletas envolvidos

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.