Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Comissão de Arbitragem concorda com anulação de gol de Paulinho, do Vasco, contra o Palmeiras

Wilson Seneme, presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Péricles Bassols, gerente de VAR, e Giuliano Bozzano, gerente técnico, analisaram minuciosamente a jogada

Futebol|Do R7

Comissão de Arbitragem explica anulação do gol de Paulinho
Comissão de Arbitragem explica anulação do gol de Paulinho Comissão de Arbitragem explica anulação do gol de Paulinho

No programa Papo de Arbitragem da CBF, desta terça-feira (29), Wilson Seneme, presidente da Comissão de Arbitragem, Péricles Bassols, gerente de VAR, e Giuliano Bozzano, gerente técnico, analisaram a polêmica anulação do gol de Paulinho, do Vasco, no jogo contra o Palmeiras, no último domingo (27).

A entidade divulgou os áudios do VAR e explicou a decisão de Wilton Pereira Sampaio, que, após a análise da arbitragem de vídeo, marcou o impedimento de Vegetti no início do lance e anulou o gol. 

Os especialistas apontaram quatro motivos que sustentam a decisão do técnico. O primeiro é que Vegetti, que estava com o pé à frente (impedido), participa da jogada quando cabeceia e, depois, toca a bola. 

Outra questão é que, segundo o protocolo do VAR, a sequência de ataque não termina quando a equipe defensora afasta a bola. Ele exige que ela seja completamente retirada dos arredores da área e esteja sob posse da defesa. 

Publicidade

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

Portanto, quando Richard Ríos afasta a bola mas ela permanece perto da área do Palmeiras e é dominada por Paulinho, do Vasco, o ataque continua, e não se inicia "um novo". 

Ríos também estava sob pressão quando afastou a bola, e o VAR só considera início de uma nova jogada quando o defensor não está. 

Publicidade

Esses pontos (impedimento, bola perto da área, defensor sob pressão e falta de posse do Palmeiras após afastamento) sustentam que a sequência de ataque deve ser considerada desde a cabeçada de Vegetti até o chute de Paulinho — não só apenas a jogada de fora da área. Assim, o pé à frente do atacante anula, corretamente, o gol.

Veja sete curiosidades sobre as decisões da Sul-Americana e da Libertadores

" gallery_id="64ece36c19d224366a000e12" url_iframe_gallery="esportes.r7.com/futebol/comissao-de-arbitragem-da-cbf-concorda-com-anulacao-de-gol-de-paulinho-do-vasco-contra-o-palmeiras-29082023"]

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.