Seleção brasileira

Futebol Casemiro destaca foco no trabalho de Diniz na seleção e enaltece nova geração

Casemiro destaca foco no trabalho de Diniz na seleção e enaltece nova geração

Volante acredita que o técnico tem bons nomes para testar em campo e que o Brasil é o favorito para se classificar

Agência Estado - Esportes
Casemiro elogia o trabalho de Diniz

Casemiro elogia o trabalho de Diniz

Vitor Silva/Divulgação/CBF

Um dos jogadores mais experientes da seleção brasileira e com vasto currículo internacional, o volante Casemiro concedeu uma entrevista, nesta quarta-feira (11), em Cuiabá, na véspera do encontro com a Venezuela, pelas Eliminatórias Sul-Americanas. Ele deu destaque ao material humano que Fernando Diniz tem nas mãos para classificar o Brasil nas Eliminatórias Sul-Americanas.

Clique aqui e receba as notícias do R7 Esportes no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram

"Jogadores experientes, e os mais jovens são sempre importantes. Mas, como temos um legado deixado pelo Tite, acho que o Fernando Diniz vai ter boas chances de testar mais jogadores. Temos Vini Jr., Rodrigo, Militão, André, Bruno Guimarães, que já são uma realidade. Então acho que o Diniz tem todas as condições de fazer um bom trabalho", afirmou o volante.

Mas, se a matéria-prima é farta, o tempo de trabalho acaba sendo o grande entrave nessas convocações para os jogos da competição. Casemiro falou um pouco desse processo e de como Fernando Diniz trabalha nessa realidade.

"Treinamos ontem, hoje e já temos o jogo [contra a Venezuela]. Nas preleções, o Diniz fala que estica a palestra para passar mais um pouco da ideia de como atuar. Sempre importante essa comunicação, e esses vídeos são fundamentais para fazer o que o técnico pede o mais rápido possível."

Casemiro assumiu o favoritismo para o confronto desta quinta, tendo o time como o líder das Eliminatórias, com 6 pontos em dois jogos. No entanto, ele falou de como a parte mental vem sendo trabalhada para que a seleção brasileira não seja surpreendida.

"O Brasil é sempre favorito para se classificar nas Eliminatórias, mas isso não determina que vamos nos classificar. Precisamos respeitar os rivais e sabemos que vamos ter um jogo truncado. Entendemos que a Venezuela tem suas qualidades. Queremos fazer sempre o melhor, e, por aqui, o pensamento é no jogo a jogo", afirmou.

Esses dias de treinamento serviram ainda para consolidar o volante do Manchester United como uma liderança técnica dentro de campo. E ele confessou que essa condição, em relação ao treinador, o deixa muito feliz.

"O Diniz quer a bola sempre no meu pé para comandar o jogo e ditar o ritmo da equipe. Determinar quando iremos para a frente e quando é necessário voltar. No futebol, existem princípios, e eles são os mesmos. Tem a adaptação ao treinador, mas uma das coisas que eu gostei nesse trabalho é que a bola passe sempre por mim em campo", comentou o volante.

Após o confronto diante dos venezuelanos, a seleção brasileira terá um clássico sul-americano pela quarta rodada das Eliminatórias. O Brasil viaja para Montevidéu para enfrentar o Uruguai, na próxima terça-feira, no estádio Centenário.

Lewis Hamilton lança relógio com diamantes, ouro e safira, avaliado em mais de R$ 839 mil

Últimas