Campeonato Paulista Campeão do Interior com o Ituano, Pegorari diz que levantar taças vicia

Campeão do Interior com o Ituano, Pegorari diz que levantar taças vicia

Com mais de cem jogos pelo Galo de Itu, goleiro também ergueu o troféu da Série C do Brasileiro na última temporada

Goleiro Pegorari levanta a taça do Troféu do Interior conquistada pelo Ituano no Paulistão 2022

Goleiro Pegorari levanta a taça do Troféu do Interior conquistada pelo Ituano no Paulistão 2022

Raul Ramos/Agência Paulistão (31.03.2022)

Escolhido para ser o capitão do Ituano na final do Troféu do Interior, o goleiro Pegorari foi o responsável por erguer a taça após a vitória por 3 a 0 em cima do Botafogo-SP no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto.

O gesto se repetiu num intervalo de quatro meses entre a conquista da Série C do Brasileiro pelo Galo contra o Tombense (MG), em novembro, e o torneio estadual nesta temporada, que veio em jogo único vencido na casa do rival na última quinta-feira (31/03).

“Na Série C eu tive esta mesma sensação. É uma coisa que vicia. É muito gostoso levantar troféu. Que a gente possa continuar este caminho de vitórias e conquistas dentro do clube. O que fica marcado na nossa carreira são títulos, troféus, medalhas e estar nas fotos. Vamos desfrutar junto de todos mais esta conquista do Ituano”, disse o goleiro que está no clube de Itu há quatro temporadas.

Neste Campeonato Paulista, o técnico Mazola Júnior alternou os capitães. Em 15 rodadas, 6 jogadores diferentes usaram a braçadeira. O experiente Gerson Magrão foi o que mais vezes esteve capitão, com um total de 6 jogos. Lucas Siqueira foi capitão em 4 jogos. Rafael Pereira em dois jogos. O zagueiro Léo Santos em um jogo. E o goleiro Pegorari em dois jogos. Nas quartas de final contra o Palmeiras e na decisão do Troféu do Interior.

“Muito feliz com esta oportunidade. O Mazola desde que chegou ao Ituano tem este método. Não é apenas um líder ou um capitão. Ele observa como o jogo vai se desenhar e determina um capitão. Fico feliz que nas duas vezes que chegamos à final ele me colocou. Mas aqui divido esta braçadeira e o troféu com todos” explicou o goleiro que fez seu jogo 104 pelo Ituano.

Além de trocar os capitães, o Ituano de Mazola também mudou de formação várias vezes ao longo do estadual. Em 15 jogos foram 14 formações diferentes. “A personalidade de cada um é totalmente diferente. Fica a critério do Mazola. Quem estiver usando a braçadeira o Ituano estará bem servido”, destacou o capitão do jogo do título.

Mais uma taça?
Após alguns dias de folga, o Ituano inicia os treinamentos visando a Série B do Brasileiro. O time estreia no próximo sábado (9), às 16h, contra a Chapecoense fora de casa. Além disso, com o Troféu do Interior o Galo já garantiu vaga na Copa do Brasil do ano que vem.

“A gente vai conseguir novas vitórias e conquistas para deixarmos o clube cada vez mais em evidência. Com a Copa do Brasil no ano que vem, mais um degrau no cenário nacional para o Ituano. Só tenho que agradecer a todos. Que venha mais”, completou Pegorari.

Santos tem seis estrangeiros no time; veja quem são

Últimas