Campeonato Carioca Gabigol faz 2, Flamengo atropela o Volta Redonda e se garante na final

Gabigol faz 2, Flamengo atropela o Volta Redonda e se garante na final

Rubro-Negro volta a 'sobrar' para cima do rival e buscará o terceiro título Carioca consecutivo. Michael e Vitinho também marcam

  • Campeonato Carioca | Felippe Scozzafave, do R7

O Flamengo é o primeiro finalista do Campeonato Carioca. Jogando um futebol envolvente, o Rubro-Negro, atual bicampeão estadual, não deu chances ao Volta Redonda e, com uma vitória por 4 a 1, na noite deste sábado (8), no Maracanã, se garantiu na decisão, onde terá pela frente Fluminense ou Portuguesa, que se enfrentam neste domingo pela outra semifinal.

Gabigol, que vive ótimo início de temporada, atuou, mesmo com Rogério Ceni escalando um time misto, já que venceu o primeiro jogo por 3 a 0. E o camisa 9 não decepcionou, marcando dois belos gols e dando ainda uma assistência para Michael. Vitinho, também com categoria, fez o quarto. João Carlos, em pênalti já nos acréscimos, fez o gol de honra.

Gabigol e Vitinho marcaram na goleada do Flamengo sobre o Volta Redonda

Gabigol e Vitinho marcaram na goleada do Flamengo sobre o Volta Redonda

THIAGO RIBEIRO/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO 08.05.21

Antes de iniciar a decisão do Carioca, o Flamengo tem pela frente o Unión La Calera, pela Libertadores, na terça. se vencer, o Rubro-Negro garante a classificação para as oitavas de final da competição continental.

HOJE TEM SHOW DO GABIGOL
A fome de Gabigol o fez ser o único titular absoluto disponível no jogo desta noite. E o goleador entrou em campo com o cabelo pintado, o que, como segundo o próprio brinca, é um trunfo: "Quando eu estou loiro, esquece!".

E era para o Voltaço esquecer mesmo. Passou a viver um pesadelo com o show de Gabigol, que iniciou o seu espetáculo com uma refinada assistência para Michael abrir o placar. Depois, marcou dois gols, ambos de dentro da área: um sendo frio e calculista à frente de Andrey e o outro arrastando a bola e contando com uma falha do goleiro para ir à rede.

RODÍZIO FUNCIONOU
Ciente do milagre que o Volta Redonda teria que operar, Rogério optou por um time reserva em campo - além de Gabi no ataque. O rodízio voltou a surtir efeito, já que a equipe ostentou impetuosidade para pressionar, criar espaços e atordoar os visitantes. Nas duas primeiras chances, aos 12 e 21 minutos, marcou duas vezes - Pedro deu a assistência para o primeiro gol do Gabriel.

Pedro, aliás, se movimentou bem e chegou a pôr uma bola na trave, depois de uma trama belíssima entre Vitinho, com uma tacada de bilhar milimétrica, e cruzamento do Matheuzinho, um dos que mais aproveitaram a chance.

AMPLO DOMÍNIO DO FLA E COCHILO NO FIM
O segundo tempo foi ainda mais fácil para o Flamengo. É a melhor definição. O Rubro-Negro jogou como quis, sozinho, com um Volta Redonda acuado, nervoso e totalmente aturdido em campo - nem mesmo o insinuante Alef Manga conseguiu se criar. Assim Vitinho aproveitou o bom lançamento de Ramon (que, assim como Gabriel Batista, atuou com Ceni pela primeira vez). Limpou o defensor e voltou a ratificar a sua ótima fase.

Aliás, com a exceção do jovem Max, que não aproveitou a oportunidade de iniciar entre os 11, todo o time do Fla esteve em boa exibição técnica. O placar só não virou uma goleada histórica por ausência de mais capricho no ritmo de "pelada" do meio para o final do segundo tempo. No último lance, João Carlos, de pênalti e um raro cochilo do Fla, fez o de honra no confronto para o Voltaço.

SEQUÊNCIA DE RESPEITO
O Flamengo passa a ter uma sequência de seis triunfos consecutivos na temporada. Tal sequência não era alcançada desde a Era Jorge Jesus (março de 2020).

FLAMENGO 4 x 1 VOLTA REDONDA - SEMIFINAL DO CARIOCA

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: 8 de maio de 2021, às 21h05
Árbitro: Felipe da Silva Gonçalves Paludo
Assistentes: Diogo Carvalho Silva e Carlos Henrique Alves de Lima Filho
Árbitro de vídeo: Pathrice Wallace Correira Maia
Cartões amarelos: Léo Pereira, Michael, Matheuzinho e Gomes (FLA) / Bruno Barra, Alef Manga, Wallisson e Davison (VOL)
GOLS: Michael, 12'/1ºT (1-0); Gabigol, 21'/1ºT (2-0), 43'/1ºT (3-0); Vitinho, 4'/2ºT (4-0); João Carlos, 45'/2ºT (4-1).
FLAMENGO (Técnico: Rogério Ceni): Gabriel Batista; Matheuzinho, Gustavo Henrique, Léo Pereira e Ramon; Hugo Moura (Lucas André, 32'/2ºT), Max (Gomes, 21'/2ºT), Vitinho (Rodrigo Muniz, 32'/2ºT) e Michael (Gabriel Barros, 32'/2ºT); Pedro e Gabigol (27'/2ºT).
VOLTA REDONDA (Técnico: Neto Colucci): Andrey; Oliveira, Gabriel Pereira (Davison, 10'/2ºT), Heitor e Luiz Paulo; Bruno Barra (Wallisson, 10'/2ºT), Emerson Júnior (Hiroshi, 10'/2ºT) e Luciano Naninho (Marcos Bebê, 44'/2ºT); Alef Manga, MV (Caio Vitor, 10'/2ºT) e João Carlos.

Grã-Bretanha divulga uniforme tricolor para Tóquio 2020

Últimas