Campeonato Carioca Botafogo e Flamengo jogam buscando vantagem nas semifinais 

Botafogo e Flamengo jogam buscando vantagem nas semifinais 

Com campanhas iguais, equipes rivais aparecem coladas na tabela de classificação do Campeonato Carioca

Joel Carli e Bruno Henrique travam rivalidade desde 2019

Joel Carli e Bruno Henrique travam rivalidade desde 2019

Vitor Silva/Botafogo

Em partida válida pela oitava rodada do Campeonato Carioca, que foi desmembrada por conta da Supercopa, Botafogo e Flamengo se enfrentam nesta quarta-feira (23), às 20h, no Estádio Nilton Santos.

O duelo marca duas equipes com campanhas iguais e que buscam vantagem nas semifinais mesmo com situações diferentes quanto a elenco.

Isso porque dos quatro grandes do Rio, o Botafogo é o único que tem um time com status de "provisório", já que o empresário John Textor, comprador de 90% das ações do clube, promete reforços apenas para o Campeonato Brasileiro. Um elenco recheado de jovens, mesclados com experiência e líderes do grupo, mas que vem alcançando seus objetivos no torneio estadual.

O clássico contra o Flamengo será mais uma prova de fogo para nivelar os jogadores do Glorioso antes mesmo da reformulação do time. Para o duelo, o interino Lúcio Flávio contará mais uma vez com o recém-reintegrado Chay, que é um dos pilares do sistema tático do time — que ainda carrega bagagem do trabalho de Enderson Moreira.

No outro lado da moeda, vem um Flamengo "mordido" após perder a Supercopa do Brasil para o Atlético-MG. A equipe comandada por Paulo Sousa vem ganhando forma durante os testes feitos pelo treinador português com um modelo diferente — linha com três zagueiros — e precisa vencer o clássico para se distanciar do rival.

Com a mesma campanha do Botafogo na competição — cinco vitórias, um empate e uma derrota —, o Rubro-Negro não vem tendo atuações brilhantes no Cariocão, vide as vitórias contra Madureira e Angra Audax, que vieram com extrema dificuldade. No entanto, a esperança é grande por uma boa atuação do quarteto ofensivo formado por Bruno Henrique, Arrascaeta, Everton Ribeiro e Gabigol.

Na lista de relacionados, dois desfalques garantidos para o clube da Gávea. Thiago Maia é ausência confirmada — ele retomou atividades no campo na segunda-feira após desfalcar o time por causa de um corte profundo na perna, mas segue fora. Gustavo Henrique (dores no joelho direito) também não deve ir para o jogo.

Histórico recente

Nos últimos anos, as diferenças — sobretudo financeira — entre as equipes se tornaram mais intensas e evidentes. Enquanto o Botafogo foi rebaixado à Série B do Brasileiro em duas oportunidades (2014 e 2020), o Flamengo venceu duas taças do Brasileirão (2009 e 2019) além de uma Copa Libertadores em 2019, títulos cariocas e a Copa do Brasil.

Nos últimos dez jogos disputados entre os times, o Alvinegro venceu só duas vezes; foram sete vitórias rubro-negras e um empate. Além disso, o Flamengo marcou 16 gols e o Botafogo fez apenas sete.

O último encontro entre as duas equipes aconteceu no Campeonato Carioca do ano passado, no dia 24 de março. Com gols de Rodrigo Muniz e Hugo Moura, o Mengão conseguiu uma vitória tranquila sobre o rival por 2 a 0 no mesmo palco do duelo desta quarta, o Estádio Nilton Santos.

Números do Clássico da Rivalidade

340 jogos
103 vitórias do Botafogo
124 vitórias do Flamengo
113 empates

464 gols do Botafogo
516 gols do Flamengo

1º jogo: 13/5/1913 pelo Campeonato Carioca, no Estádio de General Severiano
Botafogo 1 x 0 Flamengo (gol de Mimi Sodré)

Último jogo: 24/3/2021 pelo Campeonato Carioca, no Estádio Nilton Santos
Botafogo 0 x 2 Flamengo (gols de Rodrigo Muniz e Hugo Moura)

FICHA TÉCNICA
Botafogo x Flamengo
Local: Estádio Nilton Santos, Rio de Janeiro
Data e hora: quarta-feira (23/2), às 20h
Árbitro: Grazianni Macial Rocha
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Thayse Marques Foseca
VAR: Rodrigo Nunes de Sá

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Daniel Borges, Joel Carli, Kanu e Jonathan Silva; Breno, Barreto, Raí e Chay; Luiz Fernando e Matheus Nascimento. Técnico: Lúcio Flávio

FLAMENGO: Hugo; Fabrício Bruno, David Luiz e Filipe Luís; Rodinei, Arão, Gomes, Everton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol. Técnico: Paulo Sousa

Últimas