Campeonato Carioca Boavista tenta recuperar pontos perdidos no TJD-RJ 

Boavista tenta recuperar pontos perdidos no TJD-RJ 

Punido por usar o volante Ryan Guilherme contra Vasco e Flamengo, clube terá recurso julgado nesta quinta-feira (10)

Ryan comemorando gol marcado na vitória de 4 a 1 contra o Bangu

Ryan comemorando gol marcado na vitória de 4 a 1 contra o Bangu

Instagram/Ryan Guilherme

Depois de ser julgado e condenado no TJD-RJ (Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro) por escalação irregular do volante Ryan Guilherme, perdendo sete pontos no Campeonato Carioca, o Boavista terá seu recurso julgado na tarde desta quinta-feira (10), às 17h, em pleno presencial.

A defesa do Verdão de Saquarema é de Paulo Máximo, ex-advogado do Vasco. O clube alega que Ryan, expulso no Cariocão do ano passado, cumpriu a suspensão no estadual sub-20 e estava apto para entrar em campo nesta edição do torneio. 

Com a punição e a perda dos pontos, o time de Saquarema, que tinha 6 e estava em 9º lugar, caiu para a lanterna com um ponto negativo, passando a correr risco de rebaixamento restando cinco rodadas, visto que apenas o último colocado vai direto para a Segunda Divisão do Rio.

Apesar da punição, neste momento, faltando apenas uma rodada para o fim do Carioca, o Boavista aparece com 5 pontos na 11ª posição, na frente do Volta Redonda devido ao número de vitórias e livre da queda.

Se o recurso não for aceito, o Boavista ainda poderá recorrer na terceira e última instância, que seria o Pleno do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva).

Histórico do caso
O jogador foi expulso na última rodada da Taça Guanabara do ano passado, no dia 24 de abril de 2021, quando recebeu cartão vermelho direto no duelo contra a Portuguesa-RJ. Um mês depois, a Comissão Disciplinar do TJD-RJ decidiu suspender Ryan Guilherme por cinco jogos.

Após o último estadual do Rio, o jogador foi para o Fortaleza, mas voltou em 2022 para o clube de Saquarema, sendo escalado como suplente (e entrando em campo) na segunda rodada do estadual, contra o Vasco e, depois, na terceira, contra o Flamengo.

Foi quando Madureira e Bangu acionaram o TJD-RJ para que fosse analisada possível infração do Boavista na escalação de Ryan.

Na quarta rodada, quando os rivais já tinham protocolado o pedido junto ao TJD-RJ, Ryan não foi escalado. Contra o Bangu, já pela 10ª rodada, Ryan foi autor de um dos gols na importante vitória por 4 a 1 que tirou, em campo, o time da difícil situação.

Clubes brasileiros entram em lista das bases mais rentáveis do mundo
 

Últimas