Campeonato Carioca Boavista é punido por escalação irregular e perde sete pontos

Boavista é punido por escalação irregular e perde sete pontos

Julgado no TJD-RJ por usar o volante Ryan Guilherme contra Vasco e Flamengo, clube fica com -1 na tabela; cabe recurso da decisão

Boavista começou o Cariocão 2022 enfrentando três grandes em sequência

Boavista começou o Cariocão 2022 enfrentando três grandes em sequência

Divulgação/Boavista

O Boavista foi punido por unanimidade no TJD-RJ (Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro) e perdeu sete pontos no Campeonato Carioca pela escalação irregular do volante Ryan Guilherme contra Vasco e Flamengo. Além dos pontos (quatro pelo empate com o Cruzmaltino e três na derrota para o Mengão), o clube foi multado em R$ 1 mil. A informação foi dada inicialmente pela jornalista Elise Duque, e a decisão, publicada na manhã desta quinta-feira (17) pelo TJD-RJ.

Como só havia somado seis pontos até aqui, o Boavista fica com saldo negativo de -1 na lanterna do estadual e, restando cinco rodadas, corre sério risco de ser rebaixado.

O caso foi julgado pela 5ª Comissão Disciplinar e, por ser uma decisão de primeiro grau, cabe recurso ao Pleno do TJD-RJ e, eventualmente, ao Pleno do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), na terceira e última instância. 

O artigo 214 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), sobre escalação irregular, não prevê transferência de pontos para os adversários. Mas, com a punição ao time de Saquarema, o beneficiado direto foi o Nova Iguaçu. Com apenas dois pontos somados, o time sobe uma posição, vai para a 11ª colocação, e sai da única vaga de rebaixamento — agora ocupada pelo Boavista.

Com saldo negativo de pontos, o time treinado pelo ex-centroavante Leandrão precisa reagir rápido. O próximo desafio já é nesta quinta-feira (17), contra a Portuguesa-RJ, às 16h.

Ryan Guilherme foi emprestado ao Fortaleza no ano passado

Ryan Guilherme foi emprestado ao Fortaleza no ano passado

Divulgação/Fortaleza

Histórico do caso

As equipes do Madureira e Bangu acionaram o TJD-RJ para que fosse analisada possível infração por parte do Boavista na escalação de Ryan.

O jogador foi expulso na última rodada da Taça Guanabara do ano passado, no dia 24 de abril de 2021, quando recebeu cartão vermelho direto no duelo contra a Portuguesa-RJ. Um mês depois, a Comissão Disciplinar do TJD-RJ decidiu suspender o atleta por cinco partidas.

Após o último estadual, Ryan foi para o Fortaleza, mas voltou em 2022 para defender o clube de Saquarema, sendo escalado como suplente (e entrando em campo) já na segunda rodada do Estadual, contra o Vasco, e depois na terceira, contra o Flamengo. 

Na quarta rodada, quando Madureira e Bangu já tinham protocolado o pedido junto ao TJD-RJ, Ryan não foi mais escalado. Em sua defesa, o Boavista afirmou que o atleta cumpriu a suspensão nos jogos do sub-20, argumento esse que não foi acatado pelo TJD-RJ.

Últimas