Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Auxiliar técnico elogia concentração do Palmeiras após título estadual

Substituto de Abel Ferreira na estreia da Libertadores, João Martins destacou como foi a preparação depois da conquista do Paulistão

Futebol|Do Live Futebol BR

Com Abel suspenso, João Martins comandou o Palmeiras contra o Táchira na Libertadores
Com Abel suspenso, João Martins comandou o Palmeiras contra o Táchira na Libertadores Com Abel suspenso, João Martins comandou o Palmeiras contra o Táchira na Libertadores

Sem o técnico Abel Ferreira à beira do campo e com time misto, o Palmeiras fez sua estreia na Libertadores na noite de quarta-feira (6) contra o Deportivo Táchira (Venezuela) e ganhou fácil fora de casa, por 4 a 0, fora de casa. Suspenso por ter sido expulso na final da Recopa Sul-Americana, o comandante português foi substituído pelo auxiliar, João Martins.

Na entrevista coletiva após o triunfo, Martins elogiou a concentração do elenco depois de um jogo que valeu a taça do Campeonato Paulista 2022.

"Para nós, esse jogo (Libertadores) era muito complicado de preparar. Tivemos um jogo decisivo no domingo (final do Paulistão). Sabíamos que pegaríamos uma equipe que daria seu melhor e que criaria algumas dificuldades no setor defensivo, e que não poderíamos sofrer primeiro o gol porque complicaria muito nosso trabalho. Os jogadores conseguiram ter um comportamento muito bom desde o primeiro segundo com uma consistência muito boa. Sabemos que é muito importante iniciar bem essa competição, principalmente nesses jogos fora de casa", afirmou.

"Para preparar o time de hoje (quarta-feira) precisamos treinar às 7h de terça-feira. Sabíamos que poderíamos encontrar alguns espaços nos contra-ataques, e preparamos isso antes da viagem, que durou nove horas. Tentamos, de forma simples, passar isso aos nossos jogadores. Os atletas estão de parabéns, conseguiram colocar em prática", completou.

Publicidade

Sobre a invencibilidade do Verdão na Libertadores, João Martins foi taxativo. "É exclusivamente (fruto) do desempenho dos jogadores. Desde que chegamos notamos a dificuldade que têm esses jogos da Libertadores, são jogos muito difíceis e competitivos. Para ganhar tem que ser assim. A competição nos coloca à prova. Estamos de parabéns por esse recorde", concluiu.

Com a vitória na Venezuela, o Palmeiras soma 16 partidas sem perder como visitante. A última vez ocorreu em 2019, na derrota para o San Lorenzo (Argentina), por 1 a 0, quando Felipão era o técnico.

Publicidade

A delegação retorna da Venezuela nesta quinta-feira (7) e se reapresenta no dia seguinte, já pensando no confronto contra o Ceará, pela 1ª rodada do Brasileirão. O duelo no Allianz Parque está marcado para às 21h do próximo sábado (09).

Champions: Benzema volta a fazer 3 e deixa Real perto da semifinal; Villarreal surpreende o Bayern

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.