Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Ângelo desabafa após ser chamado de 'macaco' e cobra atitude da Conmebol

Ato racista contra o atacante do Santos aconteceu durante o jogo diante do Audax Italiano, no Chile

Futebol|Do Live Futebol BR


Ângelo cobrou uma postura mais contundente da Conmebol
Ângelo cobrou uma postura mais contundente da Conmebol

O atacante Ângelo desabafou depois de revelar ter sido chamado de "macaco" por torcedores do Audax Italiano durante a derrota do Santos, por 2 a 1, na última quarta-feira (24), no Estádio El Teniente, em Rancagua, no Chile, pela quarta rodada da Copa Sul-Americana.

· Compartilhe esta notícia no Whatsapp

· Compartilhe esta notícia no Telegram

"É incrível. Sai na mídia. Todo mundo repudia, comunica. É incrível como as pessoas não amadurecem. Não aprendem. Basta de racismo. É algo que machuca muita gente", desabafou Ângelo ao canal De Olho no Peixe.

Publicidade

Leia também

Indignado, o atacante de apenas 18 anos lembrou o que aconteceu no último final de semana com Vinícius Júnior, na Espanha, e cobrou uma atitude mais firme da Conmebol para combater o racismo nos estádios sul-americanos. Afinal, isso vem acontecendo com frequência.

"Tem que ter atitude. Não adianta só falar, divulgar, fazer nota, comunicar. Basta disso, de racismo, de ser cúmplice. Só falar. Tem que começar a ter atitude, punição. Algo que as pessoas olhem e falem que não pode haver mais, que tem que respeitar as pessoas. Não só no futebol, em todos os esportes, no dia a dia. As pessoas não aprendem. É incrível como aconteceu recentemente com o Vinícius Júnior. Aconteceu na Libertadores também. É incrível como o ser humano não aprende. Está aqui minha indignação, espero que a Conmebol faça alguma coisa. Que seja atitude, não só comunicado ou hashtag. Tem que ter atitude", cobrou o atacante.

Publicidade

Outro caso

Ângelo não foi a única vítima de racismo no Chile. De acordo com o clube, o zagueiro Joaquim sofreu injúria racial quando deixava uma área do estádio destinada ao Santos, mas que tinha torcedores do Audax Italiano.

Publicidade

Os casos foram denunciados pelo staff do Peixe aos representantes da Conmebol ainda no Estádio El Teniente. Em nota, o clube lamentou o ocorrido e cobrou uma postura da entidade sul-americana.

Confira abaixo a nota do Santos

O Santos Futebol Clube, novamente, vem a público denunciar e repudiar com veemência mais um caso de racismo no futebol. Dessa vez, os alvos das injúrias raciais foram nossos jogadores Ângelo e Joaquim. Os dois atletas foram atacados verbalmente e com gestos imitando macacos por torcedores adversários presentes na partida de hoje.

O crime foi denunciado pelo Santos FC, ainda dentro do estádio, para os representantes da Conmebol. Com os dois casos registrados oficialmente, o clube aguarda o posicionamento da entidade diante desta situação inaceitável.

Como já foi dito, o racismo não deve ser apenas combatido, mas também punido severamente.

Veja as homenagens que Vini Jr recebeu do Real Madrid em primeiro jogo após caso de racismo

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.