'Afundados' pré-covid, Corinthians e Ponte ressurgem e podem ir à final

Duas equipes já eram dadas como eliminadas e corriam riscos até mesmo de serem rebaixadas. Desde volta, são as únicas com 100% de aproveitamento

Corinthians e Ponte são os melhores times do Paulistão no momento

Corinthians e Ponte são os melhores times do Paulistão no momento

Montagem/R7

O futebol não cansa de nos dar mostras do porque é o mais apaixonante dos esportes. Em qual outra modalidade o time tido como favorito tem grandes chances de ser surpreendido por uma zebra? Em algumas delas, pode até acontecer, mas é difícil, não é mesmo?

Mas no futebol, não. E os exemplos do quanto isso acontece são vários. Um deles é o que estamos presenciando no Campeonato Paulista. Se antes da parada por conta da pandemia de coronavírus, Corinthians e Ponte Preta eram apontados como as grandes decepções do torneio, o tempo passou, os jogos voltaram e os dois podem até mesmo fazer a grande final do estadual.

Antes da pausa, o time de Parque São Jorge vivia um cenário caótico. Recém-eliminado da Libertadores e com o técnico Tiago Nunes balançando, chegou a amargar a lanterna do Grupo D e, com 11 pontos, estava cinco atrás do Guarani. E tinha pela frente nada menos do que um clássico com o Palmeiras.

Não deu outra. A equipe venceu o maior rival, bateu também o Oeste e, como o rival pela vaga perdeu seus dois duelos, se classificou para as quartas de final. Graças à ajuda do São Paulo, um dos algozes do Guarani.

Na segunda fase, o Corinthians encarou ninguém menos do que o Red Bull Bragantino, time sensação do Brasil, campeão da última Série B e que terminou a primeira fase do Paulistão com a melhor campanha.

Nada que desse muito trabalho para o Alvinegro, que despachou a equipe de Bragança Paulista por 2 a 0, com um gol do atacante Jô, que fez sua reestreia pelo time do coração. Como se não bastasse, o Timão ainda manteve sua zaga invicta desde a volta do futebol.

A situação é tão favorável, que os comandados de Tiago Nunes conseguiram até mesmo somar pontos suficientes para disputar a semifinal em casa, em Itaquera. E como o grande favorito, já que do outro lado estará o Mirassol, que surpreendeu a todos ao eliminar o São Paulo, mas não parece ter forças para ir adiante.

Se o Corinthians é favorito na semi, o mesmo não podemos dizer da Ponte Preta. Mas é bom que o Palmeiras fique com os olhos abertos, caso não queira ser surpreendido.

No lado alvinegro de Campinas, o panorama antes da pandemia era o pior possível. Na última rodada, derrota para o arquirrival Guarani e apenas 7 pontos somados nos primeiros dez jogos disputados, a pior campanha até então do estadual.

A primeira vitória pós volta do futebol veio contra o Novorizontino, que brigava para se classificar. No outro jogo, o Mirassol, fora de casa e com o time precisando vencer e ainda de uma combinação de resultados para escapar do rebaixamento.

A combinação não só aconteceu, como Água Santa e Oeste, rivais da Ponte no Grupo A, perderam seus jogos e a equipe comandada por João Brigatti ainda conseguiu se classificar, mesmo que com 13 pontos, a pior campanha entre todos os garantidos nas quartas.

Na fase seguinte, o poderoso Santos na Vila Belmiro, onde dificilmente perde jogos. E depois de sair perdendo, a Ponte mostrou grande maturidade para virar para 3 a 1 e se garantir na semifinal, chegando, assim como o Corinthians, com 100% de aproveitamento após a volta.

Se os dois times farão a final, a gente não sabe dizer. Mas alguém duvida que isso pode acontecer? Saberemos no domingo...

Com saída de Dudu, quem se tornou o jogador mais bem pago do Brasil?