Futebol Abel pode ser o 1º estrangeiro campeão brasileiro com o Palmeiras

Abel pode ser o 1º estrangeiro campeão brasileiro com o Palmeiras

Português já conquistou cinco títulos em nove finais do Verdão; Luxermburgo, Osvaldo Brandão e Felipão têm essa taça no clube

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Abel Ferreira gesticula para os jogadores do Palmeiras na vitória sobre o Avaí pelo Brasileirão

Abel Ferreira gesticula para os jogadores do Palmeiras na vitória sobre o Avaí pelo Brasileirão

CESAR GRECO/SITE OFICIAL DO PALMEIRAS (22.10.2022)

O Palmeiras está a poucos passos de confirmar o título do Campeonato Brasileiro desta temporada. Abel Ferreira, consequentemente, será o primeiro técnico estrangeiro a comandar o Verdão em uma conquista dessa competição.

O português está no clube desde 2020 e, de lá para cá, venceu cinco taças em nove finais, incluindo um bicampeonato da Libertadores, contra Flamengo e Santos, respectivamente. Desde 1959, apenas dois treinadores não nascidos no Brasil ganharam o Brasileirão.

O primeiro foi logo na edição de estreia do torneio. O Bahia era dirigido pelo argentino Carlos Volante, que deu origem a esse nome, já que ele atuava na posição quando ainda era jogador. A decisão para que os baianos fossem campeões precisou de uma partida extra para superar o Santos, de Pelé, que completou 82 anos no último domingo (23).

Já a segunda vez que um gringo foi campeão do Campeonato Brasileiro demorou 50 anos, mas está recente na nossa memória. Em 2019, o compatriota de Abel Ferreira, Jorge Jesus, ganhou com o Flamengo.

No Palmeiras, a primeira conquista do Brasileirão aconteceu em 1960, diante do Fortaleza, no Pacaembu, e o português pode repetir o feito nesta temporada, caso vença os cearenses no dia 2 de novembro, no Allianz Parque. Naquela oportunidade, o treinador era Osvaldo Brandão.

Depois disso, passaram no banco de reservas, comandando o Verdão, para adicionar esses troféus na galeria da instituição: Aymoré Moreira (1967), Mário Travaglini (1967), Rubens Minelli (1969), Brandão (1972 e 1973) e Vanderlei Luxemburgo (1993 e 1994), além de Cuca (2016) e Luiz Felipe Scolari (2018).

Em 2022, Abel Ferreira renovou seu contrato por mais três temporadas, quebrando marcas de gols no século, e superou tabus contra rivais estaduais e do futebol brasileiro.

Multicampeão e estilo europeu: por que Abel Ferreira é tão querido pelos palmeirenses

Últimas