Futebol Abel e diretoria do Palmeiras acreditam nas Crias da Academia

Abel e diretoria do Palmeiras acreditam nas Crias da Academia

Garcia e Vanderlan, da base, entraram contra o RB Bragantino; técnico português também elogiou o atacante Rony: 'Amo ele' 

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Vanderlan (à esquerda) vence disputa de bola contra o jogador do RB Bragantino no Allianz

Vanderlan (à esquerda) vence disputa de bola contra o jogador do RB Bragantino no Allianz

CESAR GRECO/SITE OFICIAL DO PALMEIRAS

A diretoria do Palmeiras e o técnico Abel Ferreira têm ouvido de parte dos torcedores e da crônica esportiva que o elenco do clube é curto diante das demandas ao longo da temporada. No entanto, o português e a cúpula palmeirense, liderada pela presidente Leila Pereira, acreditam nas opções das Crias da Academia.

Nesta temporada, o Verdão foi o campeão da Copinha pela primeira vez, mas vem ganhando títulos e revelando jogadores da base há mais de sete anos, após a reformulação realizada pelo ex-mandatário Paulo Nobre.

Depois da vitória contra o RB Bragantino, no último sábado (14), Abel comentou sobre a utilização destes atletas.

"A aposta na formação (base do clube) do Palmeiras é fundamental, mas não significa que não precisamos buscar jogadores experientes e de qualidade para nos ajudar a formar", avaliou o técnico.

"Se olharmos, temos um elenco que não é reduzido. É um risco que o clube assumiu, e nossos torcedores têm que entender isso. A Leila e o Barros foram muito claros no início da temporada, em uma entrevista. Para que haja contratações é preciso quatro partes quererem: o clube, o jogador, o empresário do jogador e a família", ressaltou.

No triunfo contra o Massa Bruta, os laterais da base, Garcia e Vanderlan, entraram na etapa final e mostraram seu valor para Abel. O grupo ainda conta com as Crias da Academia na zaga, com Naves e Lucas Freitas, com os volantes Fabinho (que já jogou na Libertadores 2022) e Pedro Bicalho, além do meia 'Jhon Jhon' e dos atacantes Giovani e Gabriel Silva (que pode ser negociado).

O atacante Rony, que constantemente é alvo de reclamações da torcida do Palmeiras, é visto como um cara primordial no esquema tático do português, que não poupa elogios ao camisa 10 desta temporada.

"Temos um centroavante emprestado, o Rony. Se perguntar a ele onde gosta mais de jogar, ele vai dizer: 'Professor, eu gosto mais de jogar ali na 7'. Tu gostas, mas a equipe precisa de ti ali. Ano passado veio oferta de € 6 milhões (R$ 31,6 milhões na cotação atual) para levar ele para a Europa e eu pedi: 'Por favor, não me tirem esse jogador'. Uns gostam, outros não gostam. Eu amo ele (Rony)", declarou Abel Ferreira.

Milan fica muito perto do título italiano: Veja os destaques do futebol europeu

Últimas