Fora de Jogo Saiba qual é a tatuagem íntima de Daniel Alves que ajudou a decretar prisão preventiva

Saiba qual é a tatuagem íntima de Daniel Alves que ajudou a decretar prisão preventiva

Jogador foi detido por acusação de abuso sexual na Espanha; desenho no corpo do lateral foi determinante para decisão judicial

  • Fora de Jogo | Do R7

Daniel Alves possui dezenas de tatuagens, porém uma em específico denunciou o jogador

Daniel Alves possui dezenas de tatuagens, porém uma em específico denunciou o jogador

Montagem R7/Reprodução/Redes Sociais

Daniel Alves está detido em Barcelona desde a última sexta-feira (20). O motivo é uma acusação de agressão sexual, feita por uma jovem de 23 anos. A prisão preventiva foi decretada após depoimento da suposta vítima e do próprio jogador. A Justiça da Catalunha tomou a decisão após considerar trecho da fala da mulher em que ela detalha uma tatuagem íntima do jogador brasileiro.

Apesar de muitos outros desenhos à mostra no corpo, a tatuagem em questão não é visível em situações comuns. De acordo com o depoimento, o desenho seria uma meia lua, que começa na região inferior do abdômen e se estende até próximo da área da genitália do lateral.

A jovem disse que a tatuagem ficou muito visível durante a relação sexual não consensual. Daniel Alves, inclusive, teria forçado a suposta vítima a fazer sexo oral nele.

Como a Justiça da Espanha descobriu sobre a tatuagem

Segundo o depoimento da mulher, o jogador a teria trancado no banheiro e a forçado a ter relações sexuais com ele, sem que ela quisesse. Os dois estavam em uma casa noturna de luxo em Barcelona. O juiz questionou Daniel sobre a tatuagem.

A versão do lateral-direito da seleção brasileira, porém, não condiz com o que foi dito pela mulher. De acordo com o jogador, enquanto ele usava o vaso sanitário, a mulher teria "se jogado" em cima dele e por isso a tatuagem ficou visível.

O juiz seguiu com as questões e perguntou como a versão dele seria possível se ele não havia se levantado e a camisa tampava o desenho no corpo do atleta. Daniel Alves, então, mudou o depoimento e disse que, na realidade, ele se levantou e foi assim que a mulher conseguiu ver a tatuagem de meia lua.

Ainda no mesmo depoimento, o lateral-direito mudou a própria versão dos fatos outras duas vezes. As inconstâncias no depoimento foram decisivas para a prisão preventiva.

Nova testemunha do caso

Uma amiga da suposta vítima entrou no caso nesta terça-feira (24). Em depoimento à Justiça espanhola, a testemunha do caso afirmou que o jogador a apalpou violentamente. A denunciante "original" estava acompanhada de duas pessoas na casa norturna. Uma delas disse que o jogador passou a mão em suas partes íntimas e parou apenas quando ela conseguiu se desvencilhar e ir embora.

Daniel Alves não é o primeiro: relembre jogadores envolvidos em acusações de violência sexual

Últimas