Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Jogador brasileiro que tenta deixar o Sudão reclama do Itamaraty: 'Mentirosos e desorganizados'

Paulo Sérgio cobrou ajuda do governo brasileiro pelas redes sociais; país africano vive guerra civil

Fora de Jogo|Do R7

O brasileiro Paulo Sérgio cobrou ajuda do Itamaraty para deixar o Sudão
O brasileiro Paulo Sérgio cobrou ajuda do Itamaraty para deixar o Sudão O brasileiro Paulo Sérgio cobrou ajuda do Itamaraty para deixar o Sudão

O atacante Paulo Sérgio ainda busca sair do território do Sudão, país africano que vive conflito armado, e neste domingo (23) reclamou da falta de ajuda do Itamaraty. O brasileiro cobrou o governo federal e declarou que, na ausência de auxílio, busca fugir da guerra por conta própria.

Preso no território africano, o atleta chegou a chamar os membros do Itamaraty de "mentirosos" e "desorganizados". Em um vídeo publicado nas redes sociais, Paulo Sérgio aparece cobrando ajuda do governo federal e do próprio presidente Lula. Ele declarou que este domingo seria o último dia para estrangeiros deixarem o país.

"Vocês não têm moral com ninguém. Temos até as 18h para sair daqui, senão isso vai ficar uma loucura. Já avisaram a gente! Estamos virados, tentando resolver os problemas por conta própria", publicou o jogador.

Disputa entre paramilitares e o Exército do país já deixou centenas de mortos
Disputa entre paramilitares e o Exército do país já deixou centenas de mortos Disputa entre paramilitares e o Exército do país já deixou centenas de mortos

O brasileiro ainda afirmou que está em um grupo com mais nove conterrâneos, sendo quatro atletas e cinco pessoas da comissão do time Al-Merreikh, clube pelo qual atua. Na imagem do registro do atacante é possível observar a evacuação de pessoas em diversos ônibus com a sigla das Nações Unidas.

Publicidade

No depoimento, o jogador ainda acusa o Itamaraty de ter deixado uma funcionária da Embaixada brasileira sem apoio para deixar o país. De acordo com Paulo Sérgio, eles estariam juntos buscando fugir do conflito armado.

Paramilitares tomam palácio presidencial do Sudão, e pelo menos 56 morrem na ação

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.