Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Ex-mulher de Daniel Alves acredita na vítima que acusa o jogador, diz TV espanhola

Joana Sanz continua visitando o brasileiro na prisão; modelo espanhola divulgou o divórcio pelas redes sociais

Fora de Jogo|Do R7


Modelo espanhola Joana Sanz anunciou a separação do jogador
Modelo espanhola Joana Sanz anunciou a separação do jogador

A modelo Joana Sanz, que anunciou recentemente nas redes sociais a separação do jogador Daniel Alves, que está preso desde janeiro, acusado de violência sexual, acredita na versão da mulher que acusa o brasileiro pelo crime. As informações são do programa Sálvame, da rede espanhola Telecinco.

Apesar de continuar visitando o ex-companheiro no centro prisionário Brians 2, em Barcelona, onde ele cumpre prisão preventiva desde o dia 20 de janeiro, Joana teria convicção de que Daniel cometeu o crime.

"Ela se separou de uma pessoa que ama, isso é muito difícil, mas a situação é mais forte porque ela acredita na vítima", afirma a jornalista Belén Esteban.

"Eu sei que existe a presunção de inocência, mas se ver numa situação dessas é muito complicada para Joana. A vítima é o principal, mas naquela noite ele saiu e a traiu", completa.

Publicidade

Esteban diz ainda que Joana se arrepende de algumas decisões tomadas no início quando a história se tornou pública e que ela teria se sentido "usada" por sua ex-advogada. 

Daniel Alves está preso provisoriamente desde o dia 20 de janeiro
Daniel Alves está preso provisoriamente desde o dia 20 de janeiro

Em sua primeira entrevista após a prisão do ex-jogador do Barcelona, a modelo declarou que "não irá julgá-lo", pois isso seria trabalho da Justiça espanhola, mas que mantém contato com ele, fazendo vistas periódicas na prisão.

Publicidade

“Estou seguindo em frente. Sempre que posso, vou vê-lo para saber como ele está, como se encontra [sua situação] e saber dele. É uma situação muito complicada”, contou Joana durante conversa com a TV espanhola.

Preso há mais de 60 dias, Alves teria ficado muito abalado com o pedido de divórcio e feito uma greve de fome em razão disso.

Publicidade

Em uma carta endereçada a Joana Sanz, divulgada pela colunista do R7 Fabíola Reipert, o brasileiro diz que vai "continuar lutando" para defender a sua inocência.

Acusado de estuprar uma mulher de 23 anos em um banheiro de uma balada em Barcelona, no dia 30 de dezembro, Daniel foi preso após se contradizer em depoimentos, além de a palavra da vítima e outros elementos darem ainda mais vazão ao lado da acusação.

Da prisão ao anúncio de divórcio: relembre a novela entre Joana Sanz e Daniel Alves

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.