Fora de Jogo Ex-jogador do Sevilla é condenado à prisão por agredir sexualmente a própria filha

Ex-jogador do Sevilla é condenado à prisão por agredir sexualmente a própria filha

Tarik Oulida abusou da pequena quando ela tinha apenas 6 anos; sentença foi dada pela Audiência Provincial de Málaga

Agência EFE
Tarik Oulida foi condenado por abusar sexualmente da própria filha

Tarik Oulida foi condenado por abusar sexualmente da própria filha

Reprodução/Twitter @deBrugkrant

O ex-jogador holandês Tarik Oulida, que teve passagens por Ajax e Sevilla, entre outros clubes, foi condenado pela Audiência Provincial de Málaga, na Espanha, a dois anos e seis meses de prisão por ter agredido sexualmente sua filha de 6 anos, de acordo com a sentença à qual a reportagem teve acesso.

O tribunal também o condenou a quatro anos e dois meses de liberdade condicional, proibindo-o de se aproximar da vítima a menos de 500 metros de sua casa ou do local que ela frequente, e de se comunicar com ela por qualquer meio.

Clique aqui e receba as notícias do R7 Esportes no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

Além disso, foi acordado que as penas de prisão impostas seriam substituídas por expulsão do território espanhol por dez anos.

Os fatos comprovados mostram que, em 2011, quando sua filha tinha 6 anos de idade, o réu se aproveitou de estar sozinho com ela e o filho menor, deitou-se com a menina quando ela estava dormindo e a agrediu sexualmente.

Durante o julgamento, o réu e seu advogado de defesa concordaram com a versão da acusação e chegaram a um acordo para condená-lo pelo crime de abuso sexual com as circunstâncias atenuantes de adiamentos indevidos e reparação de danos.

Com relação à responsabilidade civil, o ex-jogador de futebol, antes do julgamento, já havia pago à vítima 10 mil euros de indenização — em torno de R$ 53 mil.

A sentença é definitiva e não cabe recurso, conforme consta na resolução judicial emitida pela Terceira Seção da Audiência Provincial de Málaga. 

Brasileirão está de volta e quatro rodadas vão definir campeão; veja qual sequência é a mais difícil

Últimas