Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Corinthians recebe o Coritiba e Luxemburgo pode igualar melhor série invicta de Vítor Pereira

Jogo será neste domingo (13), às 16h, na Neo Química Arena

Esportes|Do R7


Renato Augusto volta a campo, após ser poupado do duelo com o Newell's na Argentina
Renato Augusto volta a campo, após ser poupado do duelo com o Newell's na Argentina

Classificado na Copa Sul-Americana, o Corinthians volta sua atenção para o Campeonato Brasileiro neste domingo (13). Contra o Coritiba, em casa, os comandados de Vanderlei Luxemburgo têm uma oportunidade de igualar a melhor sequência invicta de Vítor Pereira em sua passagem pela equipe, em 2022, antes de confronto decisivo com o São Paulo pela Copa do Brasil na quarta-feira (16). Até o momento, são dez jogos de invencibilidade. A partida acontece às 16h (horário de Brasília) na Neo Química Arena.

Desde o retorno do futebol brasileiro após a parada da Data Fifa, o Corinthians soma oito vitórias, três empates e três derrotas. Nessa sequência de invencibilidade, são sete triunfos em dez jogos — um aproveitamento de 80%, superior ao líder Botafogo no mesmo número de partidas. A última derrota antes desta série aconteceu na partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil — 1 a 0 diante do América-MG, em julho.

Caso saia com ao menos um ponto do duelo com o Coritiba, iguala a série de Vítor Pereira entre abril e junho de 2022. Na ocasião, permaneceu 11 jogos sem perder — cinco vitórias e seis empates. Em comparação, é um aproveitamento inferior à série conquistada por Luxemburgo. No último ano, a derrota se deu contra o Cuiabá, partida que fez o Corinthians perder a liderança do Brasileirão — para onde não voltou mais desde então.

Por outro lado, o time não vence há duas partidas. Contra o Internacional, pelo Brasileirão, sofreu o empate por 2 a 2 nos acréscimos do segundo tempo; pela Sul-Americana, diante do Newell's Old Boys, não saiu do 0 a 0. Em ambos os jogos, o time já não contava com Róger Guedes, que deixou o clube em direção ao Al-Rayyan, do Catar.

Publicidade

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Publicidade

Desses dez jogos invictos, o ex-camisa 10 não participou de quatro. Nestes, o time somou três empates e apenas uma vitória. Ele deixou a equipe como artilheiro — 21 gols na temporada.

Mesmo que a invencibilidade esteja próximo de superar o recorde do ex-treinador Vítor Pereira, no Brasileirão o Corinthians irá alcançar uma marca negativa. Em 17 jogos, somou apenas 20 pontos e amarga a 14ª colocação. Com dois jogos a serem disputados antes do fim do primeiro turno — teve uma partida adiada contra o Grêmio —, pode igualar 2006, quando somou os mesmos 20 pontos nas 19 primeiras rodadas.

Publicidade

Os outros piores turnos do Corinthians se deram em 2012 (24), 2020 (24), 2007, ano do rebaixamento (26), e 2018 (26). Com exceção a 2012, quando poupou a maior parte dos jogadores no início da competição devido ao título da Libertadores, o clube lutou contra a queda nos demais anos. Por isso, a meta do Corinthians é se afastar da zona de rebaixamento, o quanto antes.

O time alvinegro terá o retorno de Renato Augusto, poupado do duelo com o Newell's na Argentina. "Hoje (contra o Newell's) era decisão, mas seria muito arriscado (escalar o Renato) porque jogamos sábado. É importante todos estarem à disposição contra Coritiba e São Paulo", afirmou Luxemburgo em entrevista coletiva após a classificação na Sul-Americana.

Além disso, poderá ter os reforços de Gustavo Mosquito, parado desde outubro do ano passado após romper o ligamento cruzado anterior do joelho direito, e Gabriel Moscardo, que passou por cirurgia de apendicite. Os três treinaram junto com o grupo ao longo da última semana no CT Joaquim Grava e devem ser relacionados por Luxemburgo para o confronto.

Leia também

As ausências são Lucas Veríssimo, contratado há duas semanas, mas que ainda não fez sua estreia pela equipe, e Matías Rojas. O zagueiro passa por recondicionamento físico e não atua por 90 minutos desde 10 de janeiro, em vitória do Benfica contra o Varzim, em Portugal. Já o argentino sofreu lesão no tornozelo na partida contra o Bahia, pelo Brasileirão. Principal reforço desta janela de transferências, atuou em apenas duas partidas e desfalcou a equipe em outras cinco.

Jejum

Além da invencibilidade corintiana, o Coritiba terá um tabu a quebrar para seguir tentando escapar da zona de rebaixamento: há 20 anos, os paranaenses não derrotam o rival em São Paulo. A última vitória na capital paulista aconteceu em 2003 — 1 a 0, no Morumbi, com gol de Marcel.

Desde então, os times se encontraram em outras 12 ocasiões em São Paulo, dez vitórias do Corinthians e dois empates. Além disso, somando todos os jogos, o time alvinegro não é derrotado pelo rival desde 2011 — 1 a 0, no Couto Pereira, em partida válida pelo Brasileirão. São dez triunfos e seis empates no período.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.