Copa 2018 Modric pode acabar com domínio de Messi e CR7 no Melhor do Mundo

Modric pode acabar com domínio de Messi e CR7 no Melhor do Mundo

Finalista da Rússia 2018, meio-campo da Croácia também conquistou Liga dos Campeões com Real Madrid e precisaria driblar sina do Melhor da Copa

R7 na Copa

Inteligência dentro de campo e passes precisos são características de Modric

Inteligência dentro de campo e passes precisos são características de Modric

Damir Sagolj/Reuters - 11.7.2018

A Rússia 2018 pode acabar com a polarização de Melhor Jogador do Mundo que se arrasta há dez anos. Cristiano Ronaldo e Lionel Messi pararam com suas seleções nas quartas de final e abriram espaço para Luka Modric vencer o prêmio da Fifa logo depois da Copa. França x Croácia se enfrentam no domingo (15), às 12 horas (de Brasília), no Estádio Luzhniki, na grande decisão.

O meio-campo é o verdadeiro responsável por liderar a Croácia até a inédita final. Modric, hoje com 32 anos, tem uma inteligência futebolística fora dos padrões e muita precisão no passe. Como se não bastasse, também contribui com seus gols para a equipe do técnico Zlatko Dalic. Na Rússia, foram os mesmos dois gols do artilheiro Mario Mandzukic - ambos também com uma assistência.

Veja os últimos melhores jogadores do mundo:
2008 - Cristiano Ronaldo
2009 - Lionel Messi
2010 - Lionel Messi
2011 - Lionel Messi
2012 - Lionel Messi
2013 - Cristiano Ronaldo
2014 - Cristiano Ronaldo
2015 - Lionel Messi
2016 - Cristiano Ronaldo
2017 - Cristiano Ronaldo

Veja os últimos melhores jogadores da Copa:
2010 - Diego Forlán
2014 - Lionel Messi

Além da possibilidade de título na Rússia 2018, o camisa 10 do Real Madrid vem de uma temporada extraordinária também na Espanha. Ao lado do próprio Cristiano Ronaldo, ajudou os madrilenhos a conquistar a Liga dos Campeões pela 13ª vez, a quarta na carreira. E aí que entra em ação o português como seu principal concorrente. O gol de bicicleta a mais de 2 metros de altura, nas quartas de final, contra a Juventus pelas quartas de final e os três gols contra a Espanha na abertura do Grupo B merecem destaques.

O croata reconhece os grandes feitos, mas garante que não se importa com as premiações individuais. Sobre a saída de Cristiano Ronaldo do Real Madrid, Modric se limitou a dizer que será "uma grande perda".

“Só me preocupo com a equipe, o que podemos fazer para que a Croácia seja campeã e não estou ligando para o prêmio de melhor da Copa ou de melhor do mundo”, disse Modric, depois da vitória da Croácia sobre a Inglaterra, na semifinal. “A França é a equipe mais forte que vamos enfrentar nesse Mundial, mas também podemos ser fortes e vencer."

Modric, no entanto, precisa driblar uma estatística curiosa se quiser ficar com a honraria individual, que teve sua data alterado para 23 de julho. Desde a dualidade entre Cristiano Ronaldo e Messi, o Melhor da Copa não foi eleito pela Fifa como Melhor do Mundo na premiação que costumava a ser no final do ano. Diego Forlan e Messi ficaram com os troféus na África do Sul 2010 e no Brasil 2014 respectivamente.

O prêmio de Melhor da Copa será entregue logo após a final entre França x Croácia. Além dessa congratulação, também serão distribuídos o Chuteira de Ouro ao artilheiro, Luva de Ouro ao melhor goleiro e Revelação da Copa para os jogadores nascidos a partir de janeiro de 1997.

O fotógrafo que ficou famoso após ser 'atropelado' pelos croatas