Copa 2018 Espanha sofre, mas bate Irã e divide liderança de grupo com Portugal

Espanha sofre, mas bate Irã e divide liderança de grupo com Portugal

Espanhóis dominam, mas têm dificuldade para vencer a defesa iraniana, nesta quarta (20), em Kazan. Vitória veio no 2º tempo com gol de Diego Costa

  • Copa 2018 | Cesar Sacheto, do R7

Diego Costa lutou muito com a defesa iraniana e chegou a três gols na Copa

Diego Costa lutou muito com a defesa iraniana e chegou a três gols na Copa

REUTERS/Sergio Perez - 20.6.2018

A Espanha sofreu, mas venceu o Irã por 1 a 0 nesta quarta-feira (20), na Arena Kazan, em jogo válido pela segunda rodada do Grupo B da Copa do Mundo. O gol salvador foi marcado pelo brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa.

Com o resultado, os espanhóis se igualaram a Portugal na pontuação, gols marcados e saldo. Ambas as seleções têm quatro pontos. Mas os espanhóis estão à frente pelo critério de desempate dos cartões amarelos — a Espanha recebeu um cartão amarelo a menos que os portugueses.

Já o Irã é o terceiro colocado, com três pontos. Os marroquinos não pontuaram e estão na lanterna do grupo.

Confira o minuto a minuto de Irã x Espanha no R7

O time espanhol dominou a posse de bola, mas teve poucas chances de se infiltrar na defesa adversária e tentou, sem sucesso, alguns arremates de fora da área.

O jogo

O primeiro lance de perigo surgiu, aos 4 minutos, em uma bola alçada na área iraniana que obrigou o goleiro Beiranvand a afastar de soco.

Mas os iranianos não se intimidaram. A seleção asiática tentou uma finalização com Mehdi, que aproveitou uma sobra da defesa espanhola, mas a bola passou longe da meta de De Gea.

Aos 13 minutos, David Silva bateu falta da intermediária para a esquerda, houve o toque para o meio da área e Diego Costa dividiu com os zagueiros, mas não conseguiu a finalização.

Na sequência, os iranianos chegaram novamente à frente com Karim, que dominou, girou e bateu. Mas o meia iraniano não acertou o alvo.

Confira tudo sobre Copa 2018 no R7 Esportes

Pouco depois, a defesa espanhola parou pedindo impedimento e o atacante iraniano chegou à linha de fundo, mas cruzou forte demais. A bola passou pela área e saiu pela linha lateral, sem perigo para o gol espanhol.

A Espanha continuava com a sua estratégia de tocar a bola, mas os iranianos estavam bem postados na defesa.

O meia David Silva tentou quebrar essa barreira com um chute forte da entrada da área, mas a bola explodiu na zaga.

O zagueiro e capitão Sergio Ramos tentou uma batida de fora da área, mas novamente a bola parou na defesa do Irã.

Aos 25 minutos, David Silva cobrou falta frontal ao gol iraniano, mas Beiranvand encaixou sem dificuldades.

A Espanha mantinha a pressão e mais teve uma boa chance para abrir o placar. Piqué dividiu de cabeça na área e a bola sobrou para David Silva, que girou e bateu para o gol, mas o chute saiu alto demais.

Bem armada pelo técnico português Carlos Queiroz, a seleção iraniana desceu com perigo aos 36 minutos. Ramin cruzou pela direita, mas Sergio Ramos conseguiu interceptar antes que a bola chegasse em De Gea.

Aos 39, Diego Costa se envolveu em uma confusão com o goleiro Beiranvand ao marcar a saída de bola do iraniano. O goleiro reclamou de um pisão do atacante. O árbitro uruguaio Andrés Cunha chamou a atenção dos dois.

Os espanhóis martelaram a defesa do Irã até o fim do primeiro tempo, mas não conseguiram ir para o intervalo em vantagem no placar.

Etapa final

Logo aos 3 minutos, a Espanha deu uma blitz na área adversária e quase abriu o placar. Primeiro, Piqué chutou prensado e a bola não entrou. Em seguida, Busquets bateu com perigo, mas o goleiro Beiranvand fez uma defesa incrível e impediu o gol espanhol.

Curta a página R7 Esportes no Facebook

Os iranianos não se limitavam a se defender. Aos 7 minutos, o camisa 10 aproveitou uma sobra de bola e emendou para o gol. A bola passou raspando a tave direita de De Gea, que ficou apenas olhando.

Porém, aos 8 minutos, Diego Costa recebeu de David Silva dentro da área. O atacante girou, o zagueiro iraniano tentou tirar, mas a bola bateu no joelho de Diego e morreu no fundo do gol de Beiranvand: 1 a 0.

Apesar da desvantagem, os iranianos não desanimaram. Aos 17 minutos, a seleção asiática chegou ao empate com Ezatolahi, mas o árbitro uruguaio invalidou o lance. Novamente, o VAR (árbitro assistente de vídeo, na sigla em inglês) foi acionado. 

Após reavaliar a jogada, a arbitragem manteve a impugnação do lance — houve impedimento do ataque iraniano no cruzamento que resultou no gol — e o jogo seguiu 1 a 0 para a Espanha.

Veja a tabela completa da Copa do Mundo 2018

Com a vantagem no placar, a Espanha buscou segurar o ímpeto do Irã pelo empate. Os jogadores espanhóis mantiveram o controle da bola (68% de posse contra 32% dos iranianos), enquanto a equipe asiática tentava acelerar o jogo.

Aos 30 minutos, Mohammadi lançou a bola na área e Mehdi se jogou para tentar alcançar, mas não conseguiu.

Os iranianos ainda fizeram uma linda jogada com Amiri, que passou a bola por baixo das pernas de Piqué — o zagueiro do Barcelona completou 100 jogos com a camisa da Espanha — e cruzou para a área. Mehdi chegou para tocar de cabeça, mas mandou por cima do gol.

Os minutos finais foram emocionantes. O Irã corria atrás do empate incansavelmente. Já os espanhóis buscavam tirar a velocidade do jogo com o habitual toque de bola. No fim, a experiência e técnica espanholas prevaleceram sobre a garra iraniana.

Próximo jogo

A Espanha fecha a sua participação na primeira fase do Mundial da Rússia próxima segunda-feira, às 15 horas (horário de Brasília), contra Marrocos, em Kaliningrado. No mesmo dia e horário, o Irã enfrenta a seleção portuguesa, em Saransk.

Ficha técnica
20/6 – Arena Kazan (Kazan)
IRÃ 0 x 1 ESPANHA

Árbitro: Andrés Cunha (Uruguai); Gol: Diego Costa, aos 8 minutos do 2º. Cartões amarelos: Amiri e Omid (Irã).
IRÃ: Beiranvand; Ramin, Housseini, Pouraliganji e Hagi Safi (Mohammadi, aos 23 do 2º); Omid, Ezatolahi, Karim (Jahanbakhsh, aos 28 do 2º), Mehdi e Amiri (Ghoddos, aos 42 do 2º); Sardar. Técnico: Carlos Queiroz.
ESPANHA: De Gea; Carvajal, Piqué, Sergio Ramos e Jordi Alba; Sergio Busquets, Iniesta (Koke, aos 24 do 2º), David Silva, Isco e Lucas Vázquez (Asensio, aos 34 do 2º); Diego Costa (Rodrigo, aos 42 do 2º). Técnico: Fernando Hierro.

Copa 2018: veja os cliques mais bonitos do jogo Espanha e Irã

Últimas