Copa 2018 Brasileiro que fez vídeo machista com russas é demitido da Latam

Brasileiro que fez vídeo machista com russas é demitido da Latam

Durante a Copa do Mundo, Felipe Wilson pediu a três mulheres que repetissem frases de cunho sexual e foi punido pela companhia aérea

video machista russia

Brasileiros gravaram vídeo com russas pedindo que repetissem frases machistas

Brasileiros gravaram vídeo com russas pedindo que repetissem frases machistas

Reprodução

Felipe Wilson, um dos brasileiros que gravaram um vídeo machista com mulheres russas durante a Copa do Mundo, foi demitido da Latam, empresa em que trabalhava, nesta quarta-feira (20). A informação foi confirmada ao R7 pela assessoria de imprensa da companhia aérea.

Felipe e um amigo gravaram um vídeo em que aparecem pedindo a três russas que repitam o que eles falam. Elas seguem as instruções e dizem: "Eu quero dar a b****a para vocês". A frase é seguida de risos e comemoração por parte dos dois homens.

Brasileiros que assediaram mulher podem ser julgados na Rússia

O ex-funcionário da Latam é apenas um dos brasileiros envolvidos em casos de machismo na Copa. Além dele, outros quatro já foram identificados: o engenheiro civil Luciano Gil Mendes Coelho, do Piauí; o Policial Militar Eduardo Nunes, de Santa Catarina; o político Diego Valença Jatobá, de Pernambuco; e Leonardo da Silva Junior, conhecido como Leo Catuaba Selvagem Valente.