Copa 2018 Bélgica bate Inglaterra, fica em 3º e festeja melhor posição em Copas

Bélgica bate Inglaterra, fica em 3º e festeja melhor posição em Copas

Com gols de Meunier e Hazard, time belga faz 2 a 0 em São Petersburgo e geração de ouro do país conquista façanha histórica 

Inglaterra x Bélgica

Jogadores da Bélgica comemoram o gol de Meunier, que abriu o placar

Jogadores da Bélgica comemoram o gol de Meunier, que abriu o placar

Kevin C. Cox/Getty Images - 14.07.2018

A Bélgica atingiu sua melhor colocação na história das Copas ao vencer a Inglaterra neste sábado (14) por 2 a 0 pela disputa do terceiro lugar.

O jogo foi disputado no Estádio de Sáo Petersburgo. Anteriormente, a melhor posição belga havia sido o quarto lugar na Copa do México, em 1986.

A Inglaterra, por sua vez, igualou sua melhor campanha nos últimos 52 anos. Em 1990, na Copa da Itália, os ingleses também haviam ficado com a quarta posição no Mundial.

Apenas em 1966, quando conquistaram o título da Copa em casa, os ingleses fizeram campanha superior

Neymar e mais 10: veja a escalação das decepções da Copa

Gol da Bélgica

O técnico Roberto Martínez, da Bélgica, decidiu escalar um time ofensivo, na tentativa de surpreender a Inglaterra. Assim, optou pelo 3-5-2, deixando seus meias De Bruyne e Hazard com liberdade para criar e com Lukaku alternando descidas pelas pontas. 

Em uma delas, o atacante foi lançado por Chadli na esquerda. Lukaku cruzou para Meunier, que apareceu como elemento surpresa na área e desviou do goleiro Pickford para abrir o marcador logo aos 4'.

O desprezo do Real Madrid por Neymar. E suas consequências

A Bélgica começou melhor e teve outras oportunidades para amplicar. Aos 12', a defesa inglesa não conseguiu interceptar bola lançada na área. De Bruyne pegou a sobra e chutou. A bola desviou na defesa e obrigou Pickford a fazer bela defesa.

A Inglaterra só levou perigo aos 23'. Após lançamento de Henderson, Sterling fez o pivô na entrada da área e tocou para Kane. O artilheiro da Copa chutou com perigo, à direita do gol de Courtois.

Melhor postado em campo, o time belga criou mais chances no primeiro tempo. Mas por preciosismo, não teve grandes oportunidades. Com a necessidade de substituir Chadli, que sentiu a coxa esquerda, Martínez optou por fechar a defesa, colocando o zagueiro Vermaelen. 

Lloris prega respeito à Croácia e tenta evitar novo trauma

Harry Kane tenta chegar na bola em ataque da Inglaterra contra a Bélgica

Harry Kane tenta chegar na bola em ataque da Inglaterra contra a Bélgica

Dylan Martinez/Reuters - 14.07.2018

Segundo tempo

Buscando o empate, o técnico Gareth Southgate resolveu colocar a Inglaterra no ataque na segunda etapa. Assim, tirou Rose e Sterling para a entrada de Lingard e Rashford respectivamente. A ideia era aproveitar a criatividade do meia do Manchester United na criação de jogadas e aproveitar a velocidade do atacante da mesma equipe. 

E foi justamente o meia quem propiciou boa chance de gol. Lingard invadiu a área pela direita e chutou cruzado aos 9'. Kane tentou alcançar a bola para desviar, mas não conseguiu.

Quem vai ser o artilheiro da Copa do Mundo da Rússia

Pressão inglesa

Sem conseguir penetrar na área belga, muito bem fechada, a Inglaterra tentou chutes de fora da área. Aos 24', Dier deu um chute cruzado, para a boa defesa de Courtois. Um minuto depois, o mesmo Dier foi lançado e invadiu a área e, livre, tocou na saída de Courtois. Alderweired salvou quase na linha do gol. 

Aos 28', em cruzamento de Lingard da direita, Dier cabeceou com perigo à direita do gol de Courtois. Um minuto depois, Trippier cobrou falta na área e Maguire cabeceou com perigo para fora.  

COSME RÍMOLI: Bélgica fez história. E tirou o terceiro lugar da Inglaterra

Gol da Bélgica

Em rápido contra-ataque da Bélgica, Mertens cruzou para Meunier que chutou de bate pronto aos 35'. Pickford espalmou em grande defesa. 

Dois minutos depois, De Bruyne deu belo passe para Hazard, que invadiu a área e marcou o segundo gol. Phil Jones ainda tentou cortar a bola, mas não conseguiu. Bélgica 2 a 0. 

Aos 39', o técnico Southgate, da Inglaterra, tentou uma última cartada, colocando Dele Alli no lugar de Loftus-Cheek. O problema é que a Inglaterra deu ainda mais a possibilidade de contra-ataque para o rápido time belga.

Inglaterra lança campanha contra violência à mulher em dia de jogos

Ficha técnica
14/7 – Estádio de São Petersburgo (São Petersburgo)
BÉLGICA 2X0 INGLATERRA

Árbitro: Alireza Faghani (Irã); Público: 64.406 presentes; Gols: Meunier aos 4’ do 1º tempo e Hazard aos 37’ do 2º tempo; Cartões amarelos: Witsel (Bélgica); Stones e Maguire (Inglaterra)

BÉLGICA: Courtois; Alderweireld, Kompany e Vertonghen; Tielemens (Dembelé, aos 33’ do 2º tempo), Witsel, Meunier e Chadli (Vermaelen, aos 39’ do 1º tempo); De Bruyne, Lukaku (Mertens, aos 15’ do 2º tempo) e Hazard. Técnico: Roberto Martínez

INGLATERRA: Pickford; Jones, Stones e Maguirre; Trippier, Loftus-Cheek (Dele Alli, aos 39’ do 2º tempo), Dier, Delph e Rose (Lingard, no intervalo); Sterling (Rashford, no intervalo) e Kane. Técnico: Gareth Southgate

Como seriam os jogadores da Copa do Mundo no colégio?

Copa 2018: confira as fotos mais bonitas de Bélgica e Inglaterra