Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Verstappen conquista tricampeonato mundial da Fórmula 1, com domínio total da temporada

Piloto holandês ganhou o terceiro título após Sergio Pérez se envolver num acidente com Esteban Ocon

Automobilismo|Do R7

Max Verstappen deixa seu carro já como tricampeão do mundo no Catar neste sábado (7)
Max Verstappen deixa seu carro já como tricampeão do mundo no Catar neste sábado (7) Max Verstappen deixa seu carro já como tricampeão do mundo no Catar neste sábado (7)

Max Verstappen é tricampeão de Fórmula 1. O piloto coroou a temporada de ouro com a Red Bull e conquistou o título neste sábado (7), na corrida sprint do GP do Catar. O título veio depois depois de Sergio Pérez, companheiro de equipe e segundo colocado na classificação geral, deixar a prova após se envolver num acidente com Esteban Ocon. Com a batida do mexicano, Verstappen, que chegou em segundo lugar, não pode mais ser alcançado. Oscar Piastri, piloto da McLaren, venceu a corrida e foi sua primeira vitória na categoria.

Para se tornar campeão, o holandês precisava, no Catar, somar apenas três pontos a mais do que o companheiro Pérez, com 223 pontos.

Na sexta-feira (6), durante as sessões de treino livre e classificatória para a disputa de domingo (8), Verstappen mostrou que o fim de semana tinha tudo para ser de celebrações para ele e para a equipe de Milton Keynes. Ele dominou o RB19 na pista, cravou 1m27s428 e poucas horas depois teve potência para cravar a décima pole do ano, com 1min23s778.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

Com cinco etapas de antecedência, o holandês fatura o título em ano de completa dominância. São 13 vitórias em 16 disputas, sendo dez vezes seguidas no lugar mais alto do pódio. Para o GP deste fim de semana, no circuito de Lusail, perto de Doha, ele chegou com 400 pontos, 173 de vantagem sobre Pérez.

Na F1 desde 2015, quando ingressou com 17 anos, o piloto, de 26 anos, é um verdadeiro demolidor de recordes do automobilismo. É o mais jovem a disputar a categoria, o mais jovem a vencer uma etapa (vitória no GP da Espanha em 2016, com 18 anos), recordista de pódios em apenas uma temporada (18 pódios em 2021), o piloto mais vitorioso em um ano e o maior detentor de pontos (15 vitórias e 454 pontos, em 2022), além de ter a maior sequência de vitórias seguidas, foram dez em 2023.

Publicidade
Verstappen na pista durante a corrida sprint no Catar
Verstappen na pista durante a corrida sprint no Catar Verstappen na pista durante a corrida sprint no Catar

Leia também

Tantos triunfos fizeram com que o ex-chefão da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, colocasse o holandês como o "melhor piloto de todos os tempos". "Antes eu dizia que era [o francês] Alain Prost, mas agora acredito que Max seja o melhor piloto de todos os tempos. É o que mais se destaca, é o mais brilhante em termos de tirar o máximo do carro. Ele não brinca, ele acerta no programa. Na minha lista, ele está acima de Lewis Hamilton", cravou.

O primeiro título de Verstappen na Fórmula 1 aconteceu em 2021, quando teve uma disputa acirrada com o heptacampeão Lewis Hamilton. Diferentemente do ano que o holandês vive, há dois anos a decisão ficou para a última etapa, no GP de Abu Dhabi. Os adversários estavam empatados em pontos, e quem vencesse a corrida faturaria o campeonato.

Na última volta, após uma decisão polêmica do diretor de prova Michael Masi, Verstappen ultrapassou o britânico e levantou o troféu.

No ano seguinte, em 2022, após a reformulação proposta pela FIA para os monopostos, o piloto não teve dificuldade em garantir o bicampeonato, de maneira consecutiva. Ele finalizou o ano com 454 pontos, 15 vitórias e, no GP do Japão, levantou o troféu. O segundo lugar ficou para Charles Leclerc, com 308 pontos, que chegou a fazer boas disputas com o rival nas pistas, mas não manteve um ano estável e perdeu a oportunidade.

Em 2023, a disputa de vice-campeão continua em aberto. Atual segundo colocado, Sergio Pérez não tem feito boas corridas depois de um forte começo. Lewis Hamilton, da Mercedes, está com 190 pontos e, a depender dos próximos resultados, pode superar o mexicano. O bicampeão Fernando Alonso, da Aston Martin, é o quarto colocado, com 174 pontos.

De Senna a Verstappen: engenheiro coleciona temporadas inesquecíveis na Fórmula 1

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.