Esportes Vitória de Zverev em Acapulco termina quase 5 da manhã e entra para a história

Vitória de Zverev em Acapulco termina quase 5 da manhã e entra para a história

Recentemente, o Aberto da Austrália registrou alguns jogos invadindo a madrugada, mas a vitória de Alexander Zverev na estreia do ATP 500 de Acapulco, entrou para a história: é a partida a terminar mais tarde no mundo de tênis. O alemão, número 3 do mundo, precisou de três sets para superar Jenson Brooksby, em jogo terminando somente às 4h55 no México.

Os organizadores do ATP de Acapulco certamente não imaginavam um dia de jogos tão equilibrados e longos. Foi uma sucessão de quebra de recordes que ocasionou na invasão da madrugada na jornada.

John Isner e Fernando Verdasco abriram o dia proporcionando até então o jogo mais longo da história do torneio. A vitória do americano sobre o espanhol, por 7/5, 6/7 (4/7) e 7/6 (7/3) durou 3h13, já atrasando a programação.

Na sequência, o também americano Stepan Kozlov resolveu aprontar para cima do búlgaro Grigor Dimitrov, em outra batalha interminável. Foram 3h21, batendo novamente o recorde em Acapulco. O número 130 do ranking ganhou por 2 a 1, parciais de 7/6 (10/8), 5/7 e 6/3.

Já era madrugada quando Zverev e Brooksby pisaram na quadra. E para coroar o dia de jogos intensos, novamente protagonizaram uma partida com três sets. O americano fez 6/3 em um primeiro set rápido, de 43 minutos. A segunda parcial, porém, demorou 1 hora e 52 minutos, e Zverev teve de salvar dois match points, fechando o tie-break em 7/6 com 12/10.

A virada veio após mais 47 minutos, com tranquilos 6/2 no terceiro set e batalha de 3h22, novo recorde da quadra e já terminando com o dia começando, às 4h55.

Últimas