Esportes Verstappen se diz 'super feliz com segundo lugar' após largar em último na Rússia

Verstappen se diz 'super feliz com segundo lugar' após largar em último na Rússia

O espírito competitivo de Max Verstappen não o impediu de celebrar muito o segundo lugar conquistado neste domingo, no GP da Rússia, mesmo ficando atrás de Lewis Hamilton, que o ultrapassou na classificação geral e assumiu a liderança. A satisfação se deve às circunstâncias da prova no circuito de Sochi, onde o holandês largou na última colocação, como punição por trocar a unidade de potência do carro, e fez uma corrida heroica debaixo de muita chuva.

"Estou super feliz, é claro, com o segundo lugar. Se você tivesse me dito esta manhã que eu seria o segundo hoje, eu não acreditaria em você", disse o piloto. "Largar em último e terminar em segundo é muito, muito bom. A corrida em si não foi fácil porque é difícil ultrapassar. Ficar preso atrás significa que você acaba com os pneus. A chuva nos ajudou a dar esse último salto no fim", completou.

Nem mesmo o fato de ser ultrapassado por Hamilton no ranking abalou a alegria de Verstappen, até porque a diferença entre os dois é de apenas dois pontos. A pontuação do piloto da Red Bull é de 244,5, contra 246,5 do britânico. "Com a punição que tínhamos, ficar apenas uma posição atrás (na corrida) definitivamente não é ruim. Não esperava nada disso quando acordei hoje cedo. Poderia ter sido muito pior em termos de quantos pontos eu perderia", avaliou.

O holandês também exaltou a estratégia adotada pela equipe no momento em que a chuva começou a apertar. Ele estava em sétimo lugar, já na reta final da corrida, quando foi tomada a decisão de trocar os pneus lisos por intermediários, o que contribuiu para o seu desempenho na volta dos boxes e o ajudou a alcançar a segunda colocação.

"Foi muito complicado tomar a decisão sobre a volta certa para colocar intermediários, mas em um determinado momento a pista estava escorregadia demais. Quando a chuva veio, tomamos a decisão na hora certa, porque parar uma volta antes teria destruído os pneus no último setor", disse Verstappen.

Chefe da Red Bull, Christian Horner reforçou o discurso do piloto e valorizou bastante a segunda colocação, além de ter parabenizado Hamilton pela marca histórica de 100 vitórias. "Sair de 20.º para segundo é fantástico, ainda mais numa pista que favorece a Mercedes. Para a gente tem gosto de vitória e um valor enorme, principalmente após a punição pela troca do motor. É preciso dar os parabéns ao Hamilton pelas 100 vitórias, algo insano", comentou.

Últimas