Tyson Fury anuncia acordo para enfrentar Anthony Joshua duas vezes em 2021

O boxeador Tyson Fury, campeão mundial dos pesos pesados, versão Conselho Mundial de Boxe, anunciou, nesta quarta-feira, um acordo para enfrentar Anthony Joshua, detentor dos cinturões da Associação Mundial, Federação Internacional e Organização Mundial de Boxe, duas vezes em 2021. "A maior luta da história do boxe britânico acaba de ser acertada. Serão duas lutas", disse Fury, em suas redes sociais.

"Os dois concordaram com as lutas, mas ainda vamos ter outros compromissos pela frente", afirmou o promotor Eddie Hearn, que representa Joshua. Datas e locais dos duelos não foram definidos, assim como o contrato não foi assinado. "O primeiro combate deverá ocorrer no próximo verão", disse Hearn, referindo-se para daqui um ano.

Antes, Fury deverá enfrentar pela terceira vez o norte-americano Deontay Wilder no fim do ano, como anunciou na segunda-feira o empresário Bob Arum. Os dois empataram em dezembro de 2018 e Fury venceu em fevereiro deste ano. "Eu só tenho que esmagar o rosto de Wider na próxima luta para enfrentar Joshua depois", brincou Fury, que ainda precisará fazer uma defesa obrigatória de cinturão frente ao também britânico Dillian Whyte no primeiro semestre do ano que vem.

Joshua, que machucou o joelho esquerdo durante treino na pandemia e vai usar muletas por mais cinco semanas, também deverá subir no ringue pelo menos uma vez antes de encarar Fury. Ele precisa dar uma oportunidade para o búlgaro Kubrat Pulev, primeiro colocado da Federação Internacional.