Esportes Treinadora alemã é expulsa dos Jogos de Tóquio por agredir cavalo no pentatlo

Treinadora alemã é expulsa dos Jogos de Tóquio por agredir cavalo no pentatlo

A União Internacional do Pentatlo Moderno (UIPM, na sigla em francês) retirou neste sábado a treinadora alemã Kim Raisner do restante dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 por ela ter agredido um cavalo durante a

competição feminina do pentatlo moderno. O Comitê Executivo da entidade descobriu por vídeo que Rainer bateu no cavalo Saint Boy, montado pela alemã Annika Schleu.

"Sua ação é considerada uma violação das regras de competição da UIPM aplicáveis a todas as competições reconhecidas pela organização, incluindo os Jogos Olímpicos", explicou a entidade em um comunicado oficial divulgado neste sábado.

Durante a final feminina na última sexta-feira, Schleu liderava a competição antes da prova hípica de saltos, mas perdeu as chances de conquistar o ouro devido a uma refugada de Saint Boy. O cavalo se recusou a saltar e, em um momento em que se aproximou da cerca ao redor da pista, a treinadora o atingiu com o punho.

Sem conseguir completar a prova, Schleu não somou pontos para a classificação final do pentatlo moderno. O ouro ficou com a britânica Kate French, a prata com a lituana Laura Asadauskaite e o bronze com a húngara Sarolta Kovacs. A brasileira Iêda Guimarães foi a 36.ª e última colocada.

Últimas