Esportes Toto Wolff lança dúvida sobre futuro de Hamilton e ambos faltarão a festa da FIA

Toto Wolff lança dúvida sobre futuro de Hamilton e ambos faltarão a festa da FIA

F1-WOLFF-FIA:Toto Wolff lança dúvida sobre futuro de Hamilton e ambos faltarão a festa da FIA

Reuters - Esportes

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - Lewis Hamilton pode nunca superar a dor de lhe terem "roubado" um oitavo título mundial de Fórmula 1, disse o chefe da Mercedes, Toto Wolff, nesta quinta-feira em comentários que criaram dúvida sobre o futuro do piloto na categoria.

O austríaco, que falava aos repórteres pela primeira vez desde a corrida de domingo em Abu Dhabi e depois de a Mercedes desistir dos planos de contestar o resultado da prova vencida por Max Verstappen, da Red Bull, disse que ele e Hamilton não comparecerão a uma cerimônia de gala da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) em Paris na noite desta quinta-feira.

O comparecimento é obrigatório para os três pilotos mais bem colocados ao final do campeonato. A Mercedes conquistou o título de construtora pelo oitavo ano consecutivo, um feito inédito.

Hamilton ficou com o vice-campeonato, já que o holandês Verstappen o ultrapassou na última volta do circuito de Yas Marina, beneficiando-se de uma mudança repentina no procedimento do safety car.

"Demorará muito tempo para digerirmos o que aconteceu no domingo. Não acho que superaremos jamais, isto não é possível", disse Wolff.

"E certamente não ele (Hamilton) como piloto. Torço muito para que nós dois e o resto da equipe consigamos superar os acontecimentos... mas ele nunca superará a dor e o desgosto que foram causados no domingo."

Indagado diretamente se Hamilton, que faz 37 anos em janeiro, voltará no ano que vem, Wolff indicou que não se trata de uma certeza.

"Torço muito para que Lewis continue correndo, porque ele é o maior piloto de todos os tempos", disse ele.

"Como piloto, seu coração dirá 'preciso continuar', porque ele está no auge do seu talento", acrescentou. "Mas temos que superar a dor que foi causada a ele no domingo. Ele é um homem de valores claros."

Wolff disse que o chefe técnico da Mercedes, James Allison, irá a Paris para receber o troféu de construtores em nome da equipe.

"Não estarei lá por causa de minha lealdade a Lewis e por causa da minha própria integridade pessoal", afirmou.

Últimas