Tatame Sem lutar há seis meses, lutador do UFC vira garçom para manter as contas em dia e desabafa: ‘Estou no purgatório’

Sem lutar há seis meses, lutador do UFC vira garçom para manter as contas em dia e desabafa: ‘Estou no purgatório’

Sem lutar desde dezembro de 2019 quando nocauteou Mike Perry no UFC 245, Geoff Neal, atual 11º... The post Sem lutar há seis meses, lutador do UFC vira garçom para manter as contas em dia e desabafa: ‘Estou no purgatório’ appeared first on TATAME.

Tatame

Sem lutar desde dezembro de 2019 quando nocauteou Mike Perry no UFC 245, Geoff Neal, atual 11º colocado nos meio-médios, viu a situação financeira ficar delicada e resolveu encontrar uma outra fonte de renda. O norte-americano começou a trabalhar como garçom no restaurante Texas Steakhouse, enquanto não tem um novo compromisso agendado pelo Ultimate.

Após se destacar no Contender Series, Neal engatou uma sequência de cinco vitórias seguidas – sendo três nocautes e uma finalização. Apesar da pandemia do novo coronavírus, o lutador disse que resolveu arrumar um trabalho como garçom antes da crise sanitária por ter “previsto” que iria ficar um período sem lutar.

“Eu comecei a trabalhar novamente pouco antes da pandemia, porque eu podia prever que eu iria ficar sentado no banco por um tempo, então eu precisava começar a fazer alguma coisa. Estou de volta ao trabalho, comecei a trabalhar na quarta-feira. Eu estou indo para casa agora para me arrumar para o trabalho. Estou de volta ao Texas Steakhouse. Não conseguia mais trabalhar no Moxies (que é um outro restaurante). O expediente até as duas ou três da manhã me matava. Eu estou trabalhando de garçom no Texas Steakhouse agora”, disse o meio-médio ao site The Score.

Neal afirmou na entrevista que se sente no “purgatório” e que vem desafiando alguns nomes da categoria, mas que não recebe nenhuma resposta. O norte-americano disse que isso é “medo” dos adversários.

“Eu digo às pessoas que estou no purgatório na minha carreira. Estou ranqueado como número 11, não estou no Top 10 ainda. Não tenho muitos seguidores nas redes sociais, então, todo mundo que eu quero lutar não quer lutar comigo porque eu sou um grande risco. Sou alguém que nocauteia as pessoas, então eu sou perigoso para o valor deles. Eu entendo o porquê eles não querem aceitar lutar comigo. Mas isso é uma me***. Eu preciso ser pago, mas eu estou apenas sentado aqui, esperando. Tenho tentado lutar com Michael Chiesa e Santiago Ponzinibbio. Não sei todos os detalhes, se ofereceram ou não um contrato a eles, mas eles sabem que eu quero lutar com eles. Mas os dois nunca respondem”, concluiu.

The post Sem lutar há seis meses, lutador do UFC vira garçom para manter as contas em dia e desabafa: ‘Estou no purgatório’ appeared first on TATAME.

Últimas