Tapetão, Palestra e Lazio já impediram Corinthians de conquistar o tetra paulista

O Corinthians terá a quarta chance de conquistar o tetracampeonato paulista nesta semana, quando fará dois jogos contra o Palmeiras - o primeiro nesta quarta-feira, às 21h30, e o segundo no sábado, às 16h30. Nas três vezes anteriores, o "tapetão", o Palestra Itália e a equipe italiana da Lazio ajudaram a impedir o feito que só o Clube Athletico Paulistano obteve em 1916/1917/1918/1919.

Em 1925, o Corinthians poderia ter conquistado a quarta taça seguida caso tivesse entrado na justiça, pois com a desistência do Paulistano todos os pontos envolvendo a equipe poderiam ser repassados aos seus adversários e, desta forma, o time de Parque São Jorge, que contava com o craque Neco, ultrapassaria a Associação Atlética São Bento.

Em 1931, o Corinthians terminou apenas na sexta colocação, depois de perder Del Debbio, principal jogador do elenco, além de todo o setor ofensivo formado por Filó, Rato e De Maria. Os jogadores foram negociados com a Lazio, da Itália, que enfraqueceu outras equipes ao também contratar jogadores importantes.

Em uma época muito diferente, neste ano Corinthians e o Palestra Itália, nome original do Palmeiras, modificado em 1942 por causa da Segunda Guerra Mundial, chegaram a fazer um amistoso no Parque São Jorge, cuja renda foi destinada para a reforma do Parque Antarctica (antigo estádio palmeirense). O jogo terminou empatado por 1 a 1.

Em 1940, o estádio do Pacaembu foi inaugurado e o título ficou para o Palestra Itália, enquanto que o Corinthians, apesar de contar com Servílio e Teleco, decepcionou ao encerrar a sua participação apenas com a quarta colocação, atrás ainda de Portuguesa e Ypiranga.