Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Swiatek confirma favoritismo, atropela Gauff e conquista bicampeonato de Roland Garros

Tenista número 1 do mundo, a polonesa superou a americana por 2 sets a 0 (6x1 e 6x3) na final do Grand Slam

Esportes|

Swiatek venceu 35 partidas consecutivas após assumir o topo do ranking mundial
Swiatek venceu 35 partidas consecutivas após assumir o topo do ranking mundial Swiatek venceu 35 partidas consecutivas após assumir o topo do ranking mundial

A número 1 do mundo do tênis feminino mundial, a polonesa Iga Swiatek, confirmou seu domínio ao derrotar a americana Coco Gauff por 2 sets a 0 (6x1 e 6x3) e conquistar seu segundo título de Roland Garros neste sábado (4).

A mistura de poder, equilíbrio e precisão da polonesa de 21 anos no saibro foi demais para Gauff, de 18 anos, que teve um início instável em sua primeira final de Grand Slam.

Swiatek, que assumiu como número 1 do mundo quando a australiana Ash Barty anunciou sua aposentadoria em março, venceu 35 partidas consecutivas — igualando a mais longa sequência invicta desde Venus Williams, em 2000.

"Há dois anos, vencer isso foi algo incrível. Desta vez, sinto que trabalhei duro para chegar aqui. Foi muito difícil, a pressão era grande", disse Swiatek, após chorar quando o hino polonês foi tocado. Gauff agradeceu a sua equipe por levá-la à final.

Publicidade

A cabeça de chave, que agora tem dois títulos de Grand Slam, aproveitou ao máximo o nervosismo inicial de sua oponente para quebrar o primeiro serviço, dando o tom de um confronto que muitos esperavam que fosse uma disputa acirrada.

Swiatek manteve a pressão, fez 4 games a 0 e venceu o primeiro set em pouco mais de meia hora. No segundo set, a polonesa foi implacável e quebrou o saque da rival para 2 games a 2 antes de afogar Gauff, fazendo 5 games a 2. A provação da americana terminou quando ela mandou um forehand longo para entregar o título a Swiatek.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.