STJD suspende início do Campeonato Mineiro

Justiça Desportiva atendeu pedido do Betim Futebol em relação a supostas irregularidades no Ipatinga Futebol Clube

  • Esportes | Pablo Nascimento, do R7

Campeonato Mineiro estava previsto para começar no dia 21 de janeiro

Campeonato Mineiro estava previsto para começar no dia 21 de janeiro

Arena Independência / Divulgação

O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) suspendeu, nesta sexta-feira (13), o início do Campeonato Mineiro de Futebol masculino 2023.

A decisão do presidente do Tribunal, Otávio Noronha, atende a um pedido do Betim Futebol, da cidade de mesmo nome, na região metropolitana de Belo Horizonte.

O clube alega lentidão da Justiça Desportiva para analisar uma ação da Procuradoria de Justiça Desportiva que acusa o Ipatinga Futebol Clube, da região do Vale do Aço, de falsificar carteiras de trabalho dos jogadores no campeonato de 2022.

"Após o fim do campeonato, os jogadores denunciaram o clube falando que estavam sem carteira de trabalho assinada. Como eles foram inscritos no campeonato, só podemos concluir que usuram documentos falsos", disse à reportagem Frederico Pacheco, diretor do Betim.

"A possível penalização do Ipatinga com perda de pontos, mudaria o resultado da tabela", explicou Pacheco ao defender agilidade na avaliação do tema, já que a edição 2023 do Mineiro está prevista para começar no dia 21 de janeiro.

Com as eventuais mudanças, o próprio Betim poderia ser beneficiado. O clube terminou o campeonato em terceiro lugar, não conseguindo acesso ao módulo 1. Além do Tigrão do Aço, o Democrata de Sete Lagoas subiu de nível.

Ao conceder o pedido do Betim Futebol, o presidente do STJD destacou que "nunca foram efetivamente apresentadas as cópias dos Contratos Especiais de Trabalho Desportivo" de dois jogadores do Ipatinga, mesmo havendo "Certidão lavrada pela Federação Mineira, atestando peremptoriamente, que todos os atletas relacionados pelo Ipatinga para a disputa do Mineiro Módulo II 2022, foram devidamente inscritos"

A decisão de Otávio Noronha determina que o início do Campeonato Mineiro fique suspenso até que as irregularidades denunciadas sejam julgadas.

Procurada, a FMF (Federação Mineira de Futebol) informou que ainda não foi notificada sobre a decisão. Nicanor Pires, presidente do Ipatinga, disse que o jurídico do time ainda está se inteirando sobre a determinação. "Mas não temos nada a temer", afirmou o cartola.

Mercado da bola: confira as negociações do seu clube para 2023

Últimas