Esportes Stefani e Dabrowski avançam às oitavas no US Open; Medvedev e Svitolina vencem

Stefani e Dabrowski avançam às oitavas no US Open; Medvedev e Svitolina vencem

A medalhista olímpica Luisa Stefani vai jogar as oitavas de final nas duplas do US Open. A vaga foi garantida neste domingo, quando a brasileira, ao lado da parceira canadense Gabriela Dabrowski, venceu a dupla formada pela croata Petra Martic e pela norte-americana Shelby Rogers por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 6/7 (5/7) e 7/6 (7/2), pela segunda rodada do Grand Slam disputado em Nova York.

As adversárias nas oitavas serão as ucranianas Marta Kostyuk e Dayana Yastremska, em duelo marcado para a tarde de segunda-feira. Luisa e Dabrowski entraram na disputa do US Open com boa perspectiva, já que ganharam um título em Montreal e dois vices, em San Jose e Cincinnati, na disputa dos torneios preparatórios.

No confronto deste domingo, no Arthur Ashe Stadium, a dupla fez um primeiro set tranquilo para vencer por 6/4, mas encontraram dificuldades no segundo. Após levarem os dois games iniciais, viram as adversárias reagirem, conseguindo o empate e a virada. O jogo continuou duro e foi decidido no tie break, com vitória para Martic e Shelby. Já o set final, tão disputado quanto o anterior, também foi para o tie break, e Luisa Stefani foi decisiva para garantir a vitória.

"Ótima vitória hoje, jogo duríssimo, resolvido nos detalhes. Sacamos super bem, principalmente no terceiro set. No segundo baixamos um pouco a energia, pernas não foram tão ativas e daí demos esperanças para elas, começaram a jogar melhor, sacaram muito bem, foi difícil neutralizar. Muito feliz com a forma como lidamos nos momentos difíceis, não era uma partida fácil e vamos para a próxima rodada", analisou a brasileira.

Stefani comemorou ainda a estreia na portentosa quadra central do US Open. "Além disso, jogar na Arthur Ashe, nos avisaram em 15 minutos, precisamos aquecer rápido, estava chovendo. A atmosfera da Ashe é incrível, grande oportunidade, privilégio poder atuar nessa quadra, com torcida brasileira. Foi muito especial", comentou.

Na disputa da chave de simples masculina, o russo Daniil Medvedev, atual número dois do mundo, bateu o britânico Daniel Evans por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/4 e 6/3, em partida válida pelas oitavas de final, e avançou às quartas. Em busca de seu primeiro título de Grand Slam, ele terá pela frente o holandês Botic Van de Zandschulp, 117º colocado do ranking, que surpreendeu ao vencer o argentino Diego Schwartzman, 14º do mundo, por 3 sets a 2 - 6/3, 6/4, 5/7, 5/7 e 6/1.

Também já está definida a classificação de Carlos Alcaraz, espanhol de apenas 18 anos que venceu o alemão Peter Gojowczyk por 3 a 2, com parciais de 5/7, 6/1, 5/7, 6/2 e 6/0.

Assim como no masculino, o simples feminino também teve um nome jovem se destacando. Algoz da japonesa Naomi Osaka na terceira rodada, a canadense Leylah Fernandez, de 18 anos, avançou às quartas de final ao superar a ex-número 1 do mundo Angelique Kerber, com uma vitória por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 7/6 (7/5) e 6/2.

O próximo desafio de Leylah será contra Elina Svitolina, a número 5 do ranking. A classificação da ucraniana avançou com uma vitória por 2 sets a 0, com duas parciais de 6/3, sobre a romena Simona Halep, ex-número 1 do mundo. A belarussa Aryna Sabalenka confirmou o favoritismo sobre a belga Elise Mertens ao vencer por 6/4 e 6/1.

Últimas