Esportes Sem tempo para treinar, Fernando Diniz tenta fazer o Santos 'calibrar a pontaria'

Sem tempo para treinar, Fernando Diniz tenta fazer o Santos 'calibrar a pontaria'

O Santos terá apenas um trabalho em campo antes de voltar a jogar. Faz reabilitação nesta segunda-feira e corrige os erros na terça antes de encarar o Juazeirense pela Copa do Brasil, na Vila Belmiro. Sem muito tempo para trabalhar, o técnico Fernando Diniz precisa fazer seus atacantes calibrarem a pontaria para evitar novo tropeço em casa.

Há tempos que o Santos vem se destacando como um dos times que mais chega ao gol dos adversários. Pecando, porém, na hora de balançar as redes, vem desperdiçando pontos importantes. Já são três jogos sem vitórias.

Kaio Jorge, Marinho, Marcos Guilherme e companhia falharam demais diante do Atlético-GO, neste domingo. Sem acertar o alvo, a equipe deixou escapar três pontos preciosos na Vila Belmiro. O time já havia jogado quatro pontos fora pelo Brasileirão em duelos que merecia ganhar contra Juventude e Sport, ambos terminados em 0 a 0. Não para por aí. O fato de ainda não ter vencido fora de casa também passa pela mira sem calibre.

O Santos poderia ter vencido o Fluminense, no Maracanã, por exemplo, se também tivesse finalizado bem. Acabou castigado pelo mal que já vem há tempos o assombrando: a pontaria. Com muitos jovens na frente, o técnico promete fazer um trabalho psicológico aliado à repetição de chutes a gol para fazer um Santos mais objetivo e eficaz.

Com três jogos sem triunfos, sendo dois empates no qual passou aperto, Diniz promete trabalhar duro para findar com os problemas diante da Juazeirense. "A equipe vem trabalhando bem as ideias que temos. E não tenho queixa da criação. Temos bons finalizadores, todos já fizeram gols importantes, mas temos de fazer de tudo para ser mais eficazes nas finalizações", afirmou.

O Santos buscou o empate com o Red Bull Bragantino no último lance e segurou o 1 a 1 com o Independiente. Já frente o Atlético-GO o gol não saiu. O treinador vai usar o último trabalho para corrigir esses erros. "A equipe tem de procurar melhorar o desempenho, fazer os gols e não tomar", advertiu. "Contra a Juazeirense vou fazer de tudo para o Santos ser mais eficaz nas finalizações", foi repetitivo.

Últimas